domingo, 30 de agosto de 2009

Flávio Canto comenta quarto dia do Mundial

Sem medalhas
Depois de quatro dias de mundial o judô brasileiro continua sem medalhas. Hoje foi a vez de Maria Portela e Tiago Camilo, uma de nossas maiores esperanças de um bom resultado na competição, saírem mais cedo. Amanhã, no último dia do evento teremos Luciano Corrêa, Daniel Hernandes e Rochelle Nunes. Um dia de grande expectativa e enormes esperanças de medalha.

No caminho certo
Na categoria médio a estreante em mundiais Maria Portela começou bem vencendo a norte-coreana Jong Hui Hyon por yuko. Em seguida foi superada pela eslovena Sraka Rasa por wazari e teve que abandonar o sonho da medalha. Algumas lutas depois conseguimos, pela câmera exclusiva do Sportv, vê-la acompanhando os confrontos finais do seu peso. Sinal de que já está tentando aproveitar o máximo a experiência em Rotterdam já pensando pra frente. Coragem pra isso não lhe falta.

Medalha adiada
O campeão mundial e medalhista olímpico da categoria meio-médio, embora estreando em mundiais na categoria de cima já era apontado por todos como um dos principais candidatos à medalha. Sua chave também parecia conspirar a favor. A única dúvida estava no primeiro adversário. Um coreano de apenas vinte anos, pouco conhecido dos maiores nomes do peso, que tirou o sono do técnico da seleção brasileira na véspera da competição. Atento a tudo que acontece no cenário mundial, Jun já previa o potencial do seoi-nage do garoto. Justamente a técnica que tirou Tiago do campeonato e transformaria Kyu-Won Lee, alguns combates e ippons mais tarde, na maior sensação do mundial até agora.

Destaque do dia
Apesar da pouca idade e enorme talento do coreano peso médio, o maior destaque do dia e da competição até agora foi a conquista da medalha de ouro pela judoca colombiana Yuri Alvear, a primeira na história de seu país. Com uma atuação impecável, vencendo todas as quatro lutas por ippon, Yuri se consagra como uma lenda do esporte.

sábado, 29 de agosto de 2009

Flávio analisa terceiro dia do Mundial

Aumenta a pressão
O terceiro dia do mundial terminou sem medalhas para nossos judocas. Enquanto Nacif Elias se despediu no terceiro confronto, Danielli Yuri saiu na primeira rodada. Com o excepcional resultado alcançado pelo Brasil no último mundial, com três medalhas de ouro e uma de bronze, a pressão aumenta a cada dia. Maria Portela e Tiago Camilo são nossas esperanças de amanhã. Campeão do último mundial na categoria abaixo,Tiago provou no Grand Slam de Moscou deste ano que já está pronto para subir no pódio na nova categoria.

Sem medalhas, mas uma boa campanha
Pela primeira vez representando o Brasil em mundiais, Nacif teve um bom desempenho na competição. Numa chave difícil, teve logo na primeira luta um duelo contra o holandês campeão mundial de 2005 Guillaume Elmont. Com a torcida toda a favor do ídolo local o brasileiro resistiu ‘a pressão e conseguiu vencer na bandeira cruzada. Na luta seguinte venceu por imobilização o atleta da Austrália para em seguida perder para o francês Axel Clerget, o mesmo que havia derrotado no Grand Slam do Brasil. Na ocasião, embalado pelo apoio da torcida brasileira, Elias havia sido mais agressivo e saiu-se vitorioso. Em Rotterdam ficou faltando `acelerar` com o rítmo da competição do Brasil um pouco antes para buscar reverter a vantagem contra o francês. Valeu a participação e especialmente a vitória sobre Elmont, mostrando que embora jovem já está preparado para enfrentar os principais nomes da categoria em igualdade de condições.

Uma pena
Danielli Yuri, também da categoria meio-médio, saiu cedo da competição. Pela primeira luta que vimos, contra a forte atleta da Rússia, mostrou que estava muito bem. Logo no início, com um rápido seoi-nage tomou a frente no placar com um yuko. Com muita personalidade conduzia bem a luta até ser surpreendida por um preciso tani-otoshi de ippon aplicado pela russa e, com isso, encerrou precocemente sua participação na competição. Ficou a sensação de que seu judô merecia mais lutas.

Destaque do dia
A terceira medalha de ouro do Japão no judô feminino, com Yoshie Ueno, em quatro categorias disputadas foi o ponto alto do dia. Enquanto o masculino só conseguiu classificar um atleta entre os sete primeiros até agora (Hiroaki Hiraoka foi medalha de prata na categoria ligeiro) as meninas do Japão vêm salvando a pátria deixando o Japão na liderança isolada da competição. Ainda faltam três categorias para terminar o mundial, tanto no masculino como no feminino. Seis tentativas para o Japão manter a hegemonia do judô mundial, ainda que sem muita ajuda dos homens.

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Flávio Canto comenta o Mundial

Medalhista olímpico, Flávio Canto é um dos comentaristas do SporTV no Campeonato Mundial da Holanda. Confira a análise dos dois dias de competição feita para o blog do Sensei SporTV.

PRIMEIRO DIA EM ROTTERDAM

O primeiro dia do mundial terminou sem medalhas para o Brasil. Enquanto os experientes Denilson Lourenço e Leandro Cunha pararam antes da repescagem, Sarah Menezes foi nosso grande destaque e por muito pouco não conquista o bronze. Amanhã renovamos as esperanças de pódio com Érika Miranda, Leandro Guilheiro e Rafaela Lopes. Todos os três com chances reais de medalha.

Prenúncio de festa no Nordeste

Sarah Menezes. Gravem esse nome. Nascida, criada e treinada no Piauí tem tudo para se consagrar como uma das maiores judocas da história do judô brasileiro. Com apenas 19 anos, a campeã mundial júnior de 2008 acaba de dar mais um importante passo rumo à sonhada medalha olímpica. A quinta colocação obtida hoje no mundial de Rotterdam e especialmente a trajetória até lá, enfrentando medalhistas olímpicas e mundiais, deixam claro que essa piauiense tem judô para conquistar o mundo.

Embora cabeça-de-chave (quarta colocada no ranking mundial), Sarah não teve luta fácil enfrentando e vencendo logo no primeiro confronto a argentina medalha de bronze nas olimpíadas Paula Pareto. Em seguida, outra vitória dura. Desta vez contra a russa Liudmila Bogdanova, sétima colocada no Campeonato Europeu deste ano. Nas quartas-de-final acabou sendo derrotada pela pontuação mínima pela romena atual campeã olímpica Alina Dumitru em luta extremamente equilibrada. Voltou na repescagem superando a bielorussa Volha Leshchanka em um combate cheio de pontuações e se credenciou para a disputa de bronze contra a sul-coreana Jung-Yeon Chung. Depois de aplicar seu tradicional kata-otoshi e liderar boa parte do combate com wazari foi surpreendida com um wazari a favor da Chung, empatando a luta e permitindo que a medalha fosse decidida no golden score. Sem pontuações, a equilibrada decisão acabou se definindo na bandeira, a favor da sul-coreana. Com isso, Sarah terminaria a competição na quinta colocação, somando pontos preciosos no ranking mundial e mostrando ao Piauí, ao Brasil e ao mundo, que seu lugar nos próximos anos deverá ser em cima do pódio.

Ligeiro e Meio-leve masculino
Na categoria ligeiro masculino o atleta do Pinheiros Denilson Lourenço enfrentou logo de cara o surpreendente ukraniano Georgii Zantaraia, que viria a se consagrar campeão mundial algumas lutas depois. Com o novo sistema de repescagem, em que só voltam à disputa os atletas que perderem na fase de quartas-de-final, Denilson acabou ficando de fora já que havia perdido na primera luta. Na categoria acima, o também pinheirense Leandro Cunha teve destino semelhante e também não voltou na repescagem. Com um início de competição fulminante conquistando um ippon aos 27 segundos com um belíssimo uchimata contra o atleta de Moçambique, acabou superado na luta seguinte pelo japonês bicampeão olímpico Massato Uchichiba depois de estar vencendo por wazari, quando acabou sendo surpreendido com um ippon de yoko-tomoe.

Destaque do dia
O grande destaque de hoje ficou por conta do ucraniano campeão da categoria ligeiro Georgii Zantaraia. Depois de derrotar o brasileiro Denilson Lourenço em sua segunda luta - Denilson passou a primeira de bye - atropelou todos os seus adversários. Seis lutas, seis ippons! Precisa falar mais!?

QUASE
Por muito pouco o Brasil não conquista sua primeira medalha no mundial de judô. O quinto lugar de Rafaela Lopes e as boas atuações de Leandro Guilheiro e Érika Miranda mereciam melhor sorte. Afinal, todos sem exceção tiveram ótimas atuações. Amanhã teremos Elias Nacif (-81kg) e Danielli Yuri (-63kg) e quem sabe nossa primeira medalha, ou primeiras medalhas, na competição.

Érika Miranda
Na categoria meio-leve Érika Miranda, embora sem classificação, teve um bom desempenho. No primeiro duelo passou facilmente pela Indiana por ippon, mas em seguida acabou sendo superada em luta equilibradíssima pela cubana Yamet Bermoi, que terminaria a competição com a medalha de prata.

Acontece
O duas vezes medalhista olímpico Leandro Guilheiro, apesar da boa atuação, também ficou sem medalhas. Depois de duas lutas impecáveis, vencendo ambas por ippon, contra o belga David Papoux e o búlgaro Stefan Shopov foi surpreendido com uma “criativa” catada de pernas do perigoso uzbeque Ibraginov. Como a derrota ocorreu antes das quartas-de-final acabou não voltando na repescagem perdendo a oportunidade de conquistar o que seria sua primeira medalha em mundiais senior. Embora esteja, na minha opinião, em sua melhor forma física, técnica e psicológica, pronto para ser campeão mundial da categoria acabou sendo obrigado a adiar esse sonho para o ano que vem.

O homem é do tamanho do seu sonho
A frase acima do poeta português Fernando Pessoa foi escolhida para ilustrar camisas e adesivos do Instituto Reação, uma ONG fundada há nove anos no Rio de Janeiro que utiliza o judo como principal ferramenta de transformação social. Hoje, acompanhando a atuação de Rafaela Lopes no mundial as palavras do poeta voltaram a minha cabeça. Como um gigante, Rafaela provou mais uma vez que sonhar grande faz toda a diferença. Com apenas 17 anos, a campeã mundial junior por muito pouco não conquista sua primeira medalha em mundiais adulto.

Com dois ippons, contra a costa-riquenha Adriana Pinedo e a americana Marti Malloy, Rafa passou sem grandes dificuldades para as quartas-de-final contra a número dois do ranking mundial, a japonesa Kaori Matsumoto. Em luta parelha acabou sendo derrotada por um yuko em punições num confronto que quase terminou a seu favor. Nos últimos segundos da luta encaixou um estrangulamento que quase definiu o combate. Na repescagem enfrentou e venceu por ippon a atleta de Taipei Chen-Ling Lien se classificando para a disputa de bronze contra Kifayat Gasimova, do Azerbaijão. Começou a luta melhor impondo com facilidade sua melhor pegada fazendo parecer questão de alguns minutos a conquista da medalha. Porém, um harai goshi perfeito da atleta do Azerbaijão definiu o combate contra a brasileira. O quinto lugar, embora excepcional em função da idade e perspectivas adiante ficou pequeno para uma menina com tantas virtudes.

Destaque do dia
A final da categoria leve entre os atletas da Coréia do Sul e Coréia do Norte foi o grande acontecimento do mundial até agora. Na luta prevaleceu o favoritismo do sul-coreano que conquistou o bicampeonato mundial. No entanto, o abraço entre os dois atletas no final do confronto foi o momento que ninguém vai esquecer.

terça-feira, 4 de agosto de 2009

CBJ no Facebook

Com a estreia do novo site da CBJ, a Confederação passa a ter também uma página no Facebook, uma das principais redes sociais do mundo.

O Facebook possui mais de 60 milhões de usuários ativos. É ainda o maior site de fotografias dos Estados Unidos, com mais de 60 milhões de novas fotos publicadas por semana, ultrapassando inclusive sites voltados à fotografia, como o Flickr.

http://www.facebook.com/pages/Confederacao-Brasileira-de-Judo/115875166253

Leia no novo site as últimas notícias das Federações

Fique por dentro das últimas notícias das federações. Acesse o novo site da CBJ www.cbj.com.br

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

NOVO SITE DA CBJ NO AR

Prezados amigos do Blog.
O novo site da Confederação Brasileira de Judô já está no ar. Confiram em www.cbj.com.br

sexta-feira, 31 de julho de 2009

Irmãos Minakawa são campeões dos Jogos Macabeus


O judô brasileiro esteve presente nos Jogos Macabeus, que são realizados a cada quatro anos em Israel. O evento reune as comunidades judaicas de todod o mundo, sendo considerado o terceiro maior evento esportivo. Neste ano ocorreu a 18a edição, com 6 mil atletas.

O Brasil esteve com uma delegação de 390 pessoas, sendo dez judocas, todos federados e atletas da Hebraica (SP).

Os irmãos Guilherme e Camila Minakawa faturaram a medalha de ouro. Guilherme foi campeão no juvenil -55kg, enquanto Camila subiu no lugar mais alto do pódio após vencer todas as lutas por ippon na fase classificatória. Na final, bateu a campeã da Copa do Mundo de BH, a israelense Yardem Gerbi por yuko.

O Brasil conquistou ainda uma prata com Fabio Dicezare (Juvenil - 81kg) e cinco bronzes com Renata Pati (Sênior - 57kg), Nuno Steuer (Juvenil - 81kg), Gabriel Blinder (Junior - 81kg), Felipe Kitadai (Sênior - 60kg) e Sharon Wajchenberg (Master - 90kg). A Equipe teve como técnica a Miriam Minakawa.

Brasil embarca neste domingo para o Mundial Juvenil

Os judocas da seleção juvenil já embarcam neste domingo (2) fazendo história. A equipe viaja para Budapeste, na Hungria, onde disputa a partir de quinta-feira (6) a primeira edição do Campeonato Mundial Juvenil (Sub 17). O evento será classificatório para os Jogos Olímpicos da Juventude, em 2010. O embarque do Brasil será às 21h35min (TAM) no Aeroporto Internacional de Guarulhos (SP).

A seleção brasileira é formada por judocas de cinco estados diferentes: Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Paraíba e Piauí. Antônio Silva (-50kg), Mike Chibana (-55kg), Matheus Garcia (-60kg), Ricardo Serrão (-73kg), Henrique Silva (-81kg), Delan Monte (-90kg), Bianca Lima (-40kg), Gabriela Chibana (-44kg), Nathalia Castelan (-48kg), Flávia Gomes (-57kg), Fernanda Peinado (-63kg), Tainá Nery (-70kg) e Samanta Soares (+70kg).

Antes do embarque a equipe fez três dias de treinamento intensivo em São Paulo.

“A expectativa é muito grande para o Mundial. Claro que existe uma ansiedade, principalmente pelos grandes resultados que o judô brasileiro vem conquistando nos últimos tempos. Tenho certeza que quando as adversárias perceberem que vão lutar contra uma brasileira, vão ter mais respeito", diz Fernanda Peinado, da categoria até 63kg.

A judoca, bicampeã pan-americana, acredita que o país pode medalhar no Mundial.

"Sinto que temos totais condições de conquistar vitórias importantes e subir ao pódio. Somos um grupo muito unido e esta reta final de treinamento serviu para lapidar o que trabalhamos até aqui", afirma Fernanda.

Para Flávia Gomes (-57kg), a pressão de ser reconhecida como uma brasileira da mesma categoria da medalhista olímpica Ketleyn Quadros e da campeã mundial júnior Rafaela Silva não é um problema.

"Estou um pouco nervosa por se tratar de um mundial e ter a responsabilidade de fazer parte do primeiro grupo que disputará o torneio. Sei que existe esta expectativa dos outros países com relação ao judô brasileiro, mas acredito que estamos treinados e podemos ir bem no Mundial. É uma experiência única e estou muito feliz", afirma Flávia.

A delegação será chefiada pelo coordenador de categorias de base da Confederação Brasileira de Judô, Luiz Romariz, com assessoria técnica de Kenji Saito. Os treinadores serão Fúlvio Miyata (masculino) e Andrea Berti (feminino). Gustavo Braga irá como fisioterapeuta da seleção brasileira, enquanto Chuno Mesquita representará o país na arbitragem.

Veja fotos dos treinos da seleção sub-17 em SP

Confira fotos exclusivas dos treinos da seleção brasileira juvenil (sub 17) para o Mundial da categoria, que acontece na próxima semana, na Hungria.

A equipe brasileira conta está sendo treinada por Fulviu Miyata e Andrea Berti e conta com o apoio do professor Marco Antônio para técnicas de solo.






















Fotos enviadas pelo assistente técnico Kenji Saito















III Torneio Conesul abre mês de competições no RS

Agosto será um dos meses mais importantes para o judô brasileiro no ano. Entre outras competições, há o Campeonato Mundial das categorias sênior e juvenil, além do Brasileiro sub-23. Um mês bastante competitivo, sem dúvida. E, para já ir entrando no clima, os gaúchos terão um grande desafio já no dia 1º, o III Torneio Conesul, em Sant’Ana do Livramento.

“Como em julho aconteceram grandes torneios em nível nacional einternacional transmitidos pela TV, acredito que os atletas devem teracompanhado e assim certamente estarão estimulados ao subirem no tatame”,acredita o presidente da Federação Gaúcha de Judô, Carlos Eurico da LuzPereira. O dirigente faz referência ao Grand Slam do Rio de Janeiro e à Copa do Mundode Belo Horizonte.

Além disso, em julho, a FGJ realizou apenas um campeonato, o Citadino, restrito às equipes de Porto Alegre.

“Foi um bom tempo parado, o que leva os atletas a treinarem mais e entrarem com mais vontade em Livramento”, afirma.As lutas estão previstas para começar às 9h30, no Ginásio Guanabara. Cercade 300 atletas participarão do evento. A entrada é franca.

Mais informaçõessobre o III Torneio Internacional do Conesul estão no site da FGJ: www.judors.com.br.

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Sogipa inaugura página no Twitter

A Sogipa inaugurou sua página no Twitter nesta quinta-feira, dia 30 de julho. Apartir de então, todas as informações repassadas pela Assessoria de Comunicação àimprensa ou publicadas no portal do clube (www.sogipa.com) também ganharão um post no Twitter. O objetivo é melhorar a interação com os associados e com a comunidade.Segundo a Wikipedia, o Twitter conta atualmente com 11,5 milhões de usuários.Trata-se de uma rede social e servidor para microblogging, que permite aos usuáriosa leitura a e publicação de textos com apenas 140 caracteres de forma completamente gratuita. A cada atualização na página da Sogipa, os seus "seguidores" receberão uma atualização em tempo real em seus perfis particulares.

Cubano Arencibia também está fora do mundial da holanda

Além do brasileiro João Derly, bicampeão do mundo, o Mundial da Holanda terá outra grande ausência. O cubano Yordanis Arencibia, que fez a final do torneio em 2007 com João, não disputará a competição. Arencibia tem quatro medalhas em mundiais e duas olímpicas.

quarta-feira, 29 de julho de 2009

A menos de três anos dos Jogos, Londres começa a entrar no espírito dos Jogos

Há menos de três anos dos Jogos Olímpicos de Londres 2012, a Inglaterra recebe uma série de eventos comemorativos da data. Será a oportunidade para os atletas locais como o Olympic Park, que abrigará na época da competição 25 mil pessoas por hora.

Segundo o presidente do Comitê Olímpico Internacional, Jacques Rogge, fazer a diferença é fundamental.

"Os ingleses apresentaram uma visão dos Jogos que fará a diferença. Fazer a diferença nos atletas, dando-lhes experiência de toda uma vida, ao povo de Londres e de toda a Gra-Bretanha e também ao Comitê Olímpico Internacional e todo o Movimento Olímpico. Londres 2012 e seus parceiros têm esta visão. O bom trabalho que vem sendo feito desde a escolha como cidade sede dos Jogos demonstra isto. Não tenho dúvidas que em 2012 veremos uma grande Olimpíada que fará a diferença em todos nós", diz Rogge.

O Comitê Organizador dos Jogos de Londres 2012 demonstra progresso desde a escolha como sede, em 2005. O país já arrecadou mais de 500 milhões de Libras em patrocínio local. A parte externa da estrutura do Estádio Olímpico já está completa, o teto do Centro Aquático está mais de 50% pronto e o trabalho está adiantado na Vila Olímpica, Velódromo, Centro de Imprensa, além da infraestrutura e transporte necessários para os Jogos e seu legado.

Nos Jogos de Londres 2012 são esperados 10.500 atletas, de 26 modalidades.

Seleção se encontra em SP para treinos visando ao Mundial Juvenil

A nova geração do judô brasileiro se encontra nesta quinta-feira (30) em São Paulo, onde fará quatro dias de treinamento visando ao Campeonato Mundial Juvenil (Sub 17), que será disputado em Budapeste, na Hungria, de 6 a 9 de agosto. O Brasil será representado por 13 judocas na primeira edição do mundial juvenil. O evento será classificatório para os Jogos Olímpicos da Juventude, em 2010.

A seleção brasileira é formada por judocas de cinco estados diferentes: Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Paraíba e Piauí. Antônio Silva (-50kg), Mike Chibana (-55kg), Matheus Garcia (-60kg), Ricardo Serrão (-73kg), Henrique Silva (-81kg), Delan Monte (-90kg), Bianca Lima (-40kg), Gabriela Chibana (-44kg), Nathalia Castelan (-48kg), Flávia Gomes (-57kg), Fernanda Peinado (-63kg), Tainá Nery (-70kg) e Samanta Soares (+70kg).

Os treinos em São Paulo acontecerão no Centro Administrativo e técnico da Federação Paulista de Judô pela manhã e tarde.

A delegação será chefiada pelo coordenador de categorias de base, Luiz Romariz, com assessoria técnica de Kenji Saito. Os treinadores serão Fúlvio Miyata (masculino) e Andrea Berti (feminino). Gustavo Braga irá como fisioterapeuta da seleção brasileira, enquanto Chuno Mesquita representará o país na arbitragem.

Coréia do Norte e do Sul divulgam suas equipes para o Mundial da Holanda

Coréia do Norte:

-60 kg Kyong Jin Kim
-66 kg Chol Min Pak
-73 kg Chol Su Kim

-48 kg Mi Song Kim
-52 kg Song Hui Jo
-57 kg Yun Hui Rim
-63 kg Chun Gum Hwang
-70 kg Jong Hui Hyon

Coréia do Sul:

-60 kg Min-Ho Choi
-66 kg Jung-Hwan Ahn
-73 kg Ki-Chun Wang
-81 kg Jae-Bum Kim
-90 kg Kyu-Won Lee
-100 kg Kyung-Seob Shin
+100 kg Soo-Whan Kim

-48 kg Jung-Yeon Chung
-52 kg Kyung-Ok Kim
-57 kg Ji-Hye Myung
-63 kg Ja-Young Kong
-70 kg Mi-Young Choi
-78 kg Gyeong-Mi Jung

terça-feira, 28 de julho de 2009

Holanda anuncia equipe feminina para o Mundial

A Federação Holandesa de Judô anunciou nesta terça-feira sua equipe feminina para o Mundial. Veja:
-48 kg Birgit Ente
-52 kg Kitty Bravik
-57 kg Deborah Gravenstijn
-63 kg Elisabeth Willeboordse
-70 kg Edith Bosch
-78 kg Marhinde Verkerk
+78 kg Carola Uilenhoed

Após dar volta por cima, Werton Júnior sonha com a seleção

Depois de alguns anos sem títulos expressivos, o reencontro com o pódio. Werton Bastos Júnior (até 73kg) vive sua melhor fase em 2009, ao despontar como um dos poucos nomes das categorias de base do judô piauiense que podem brigar por vaga na seleção brasileira em breve. Aos 19 anos, ele comemora os títulos e o primeiro acerto com um patrocinador. Agora ele quer mostrar que é muito mais que irmão de Benito Mussolini Neto, primeiro grande nome da modalidade no Estado.
"Só estou buscando meu espaço. Agora é Werton Júnior ou Juninho mesmo. Para ser reconhecido por mim, pelo que faço, que querendo ou não é o que ele (Benito) faz também. Mas prefiro meu nome a 'irmão do Benito'", disse o judoca campeão sul-americano júnior, que nos últimos dias assinou contrato de patrocínio com a Ford Antares. Agora o atleta busca outros apoios para treinar no Rio de Janeiro antes do Brasileiro Sub-23, em agosto.

Aliás, Werton, ou Juninho, é um dos judocas que mais vai competir até o fim do ano. Depois do Brasileiro Sub-23 em Belo Horizonte/MG, caminho mais fácil para se aproximar da seleção brasileira principal, ele disputa as Olimpíadas Universitárias em Fortaleza/CE, no fim de agosto, e o Brasileiro Júnior no mês de setembro, em Cuiabá/MT, quando irá tentar a vaga para o Mundial da modalidade e se tornar o quarto piauiense a disputar os torneios máximos do judô. O primeiro foi o irmão mais velho, em 2004.
"Acho que tenho que ao menos tentar chegar à seleção. E sei que para isso preciso ralar mais forte, tentar treinar fora com o apoio de algumas empresas", acrescentou Werton Júnior, um dos cinco piauienses a disputar torneios internacionais neste ano, agora motivado com o investimento da iniciativa privada.
Planejamento bem definido para quem no ano passado chegou a ficar sem treinar, decepcionado após perder a vaga na seleção piauiense que disputou o Brasileiro Sênior, em Teresina.

"Tive que tirar muita coisa da cabeça. Cheguei a passar um mês sem treinar, com raiva. Chorava muito... No dia do Brasileiro, quase não fui prestigiar meu irmão por isso. Estava muito chateado, mas ninguém disse que a vida é fácil. O importante não é quantas vezes você cai, mas quantas você consegue levantar. Sempre penso nisso", revelou Werton Júnior.
Reportagem de Fábio Lima, Portal Cidade Verde (PI)

Distrito Federal realiza seletiva para o Brasileiro sub 23

Confira dados da seletiva da Federação Metropolitana de Judô para o Campeonato Brasileiro Sub 23:

Data: 01 de agosto 2009
Local: Ginásio da Candangolândia
Horário Pesagem: 8h30min
Início Seletiva : 9 horas
Inscrições: Até sexta-feira 14 horas na FEMEJU
Valor: R$ 25

Inter-Regional em Queimados

O Campeonato Inter-Regional, com casa cheia foi realizado no último domingo, em parceria com a prefeitura de Queimados. O ginásio, com excelente infra-estrutura, além de amplo e arejado, acomodou um excelente público e em torno de 500 atletas.

O Campeonato Inter-regional é um tradicional evento do calendário da FJERJ do qual participam apenas os atletas e clubes do interior do estado. O evento contou com a presença das seguintes autoridades:

Prefeito de Queimados:
Max Rodrigues Lemos representado pelo Sr. Leonel Rodrigues

Secretário Municipal de Esporte e Lazer:
Luiz Carlos Monteiro

Secretário Municipal de Educação:
Lenine Lemos

Presidente da FJERJ:
Francisco Grosso

Vice-presidente da FJERJ:
Paulo Menezes

Coordenadores da FJERJ no Interior:
Wagner Ferreira, Jorge Rocha, Joel Lopes, Derides Castro, William Muniz, Hélio de Oliveira e Carlos Hespanha

Durante o Campeonato Inter-Regional a FJERJ prestou homenagem ao professor Geraldo Bernardes e a atleta Rafaela Silva, ambos do REAÇÃO, pela recente conquista de Rafaela Silva, que será a representante do Judôrio na Seleção do Brasil na categoria -57kg no Campeonato Mundial Adulto.

Treino das equipes do Rio de Janeiro sub 20 e 23 neste sábado

No próximo dia 01/08, às 9h, acontece treinamento para as Equipes Formadas da FJERJ, Sub 20 e Sub 23, no dojo da Universidade Gama Filho (rua Manuel Vitorino 553, na Piedade).

Resultados completos do Aberto da Alemanha

-60kg
1. Beslan Mudranov RUS
2. Ashley McKenzie GBR
3. Dimitri Dragin FRA
3. Robert Kopiske GER
5. Juho Reinvall FIN
5. Amiran Papinashvili GEO
7. Valtteri Jokinen FIN
7. Senne Wijns BEL

-66kg
1. Adrian Kulisch GER
2. Loic Korval FRA
3. David Larose FRA
3. Musa Mogushkov RUS
5. Nestor Khergiani GEO
5. Colin Oates GBR
7. Martin Ivanov BUL
7. Shalva Kardava GEO

-73kg
1. Mansur Isaev RUS
2. Baitraz Kaitmazov RUS
3. Miklós Ungvári HUN
3. Christopher Voelk GER
5. Mindia Khomizuri GEO
5. Marcel Trudov MDA
7. Costel Danculea ROU
7. Rashit Kulbayev KAZ

-81kg
1. Ole Bischof GER
2. Sirazhudin Magomedov RUS
3. Dennis Huck GER
3. Sven Maresch GER
5. Christophe Keller SUI
5. Faruch Bulekulov GER
7. Tom Reed GBR
7. Vasile Capsa MDA

-90kg
1. Kirill Denisov RUS
2. Murat Gasiev RUS
3. Romain Buffet FRA
3. Levan Tsiklauri GEO
5. Winston Gordon GBR
5. Robert Dumke GER
7. Michael Pinske GER
7. Andrew Burns GBR

-100kg
1. Tagir Khaibulaev RUS
2. Dimitri Peters GER
3. Irakli Tsirekidze GEO
3. David Loriashvili GEO
5. Daniel Brata ROU
5. Dino Pfeiffer GER
7. Simon Schweinberger AUT
7. Dominik Gerzer GER

+100kg
1. Alexandr Mikhailine RUS
2. Barna Bor HUN
3. Igor Makarov BLR
3. Juri Rybak BLR
5. Tamerlan Tmenov RUS
5. Matthias Schmunk GER
7. Ivan Iliev BUL
7. Benjamin van Leeuwaarde NED

-48kg
1. Wasilisa Prill GER
2. Kimberley Renicks GBR
3. Liudmila Bogdanova RUS
3. Oiana Blanco ESP
5. Natalia Samojlova RUS
5. Elena Galkina RUS
7. Sabine Goller GER
7. Valentina Schauer AUT

-52kg
1. Natalia Kuzyutina RUS
2. Romy Tarangul GER
3. Joana Ramos POR
3. Susi Zimmermann GER
5. Sanna Askeloef NOR
5. Anna Kharitonova RUS
7. Monica Ungureanu ROU
7. Kelbet Nurgazina KAZ

-57kg
1. Viola Waechter GER
2. Dani Libosan NED
3. Miryam Roper GER
3. Corina Caprioriu ROU
5. Andreea Chitu ROU
7. Julie Baeyens BEL
7. Irina Zabludina RUS

-63kg
1. Marta Labazina RUS
2. Claudia Ahrens GER
3. Claudia Malzahn GER
3. Antoinette Hennink NED
5. Esther Stam NED
5. Ana Cachola POR
7. Sarah Clark GBR
7. Cindy Madelrieux FRA

-70kg
1. Sally Conway GBR
2. Linda Bolder NED
3. Anett Mészáros HUN
3. Olesya Ovsejchuk RUS
5. Barbara Bandel GER
5. Marian Urdabayeva KAZ
7. Elina Paulman FIN
7. Lynn Mossong LUX

-78kg
1. Heide Wollert GER
2. Marhinde Verkerk NED
3. Alena Eiglova CZE
3. Vera Moskaliouk RUS
5. Rachel Schoonderbeek NED
5. Yahima Ramirez POR
7. Josefine Vostry GER
7. Lindsay Purves GBR

+78kg
1. Tea Dongouzashvili RUS
2. Elena Ivashchenko RUS
3. Karina Bryant GBR
3. Sarah Adlington GBR
5. Franziska Konitz GER
5. Polina Belousova RUS
7. Katrin Beinroth GER
7. Beatrice Rietz GER

Atleta de Goiás é campeã nos EUA

A atleta Fernanda Pimentel de Araujo (Nikkey Sport Center), conquistou neste Domingo (26/07/09) no Centro de Convecões do Conorado Hotel em Orlando, nos EUA, o título de campeã na categoria Junior, - 57 kg, no International Junior Olimpics Judo 2009.

As atletas Fernanda e Ana Vitoria, seguiram nesta segunda-feira para a cidade de Miami, onde participarão de treinamento internacional de três dias e disputarão o US Junior Judo
Champioships 2009.

As judocas participaram de treinamento de 22 dias na cidade de Albani. em Nova Iorque, com o o medalista olimpico Jason Morris (técnico da Selecao Americana de Judô).

O treinador é cotado para vir em 2010 ao estado de Goiás ministrar uma clínica.

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Kosei Inoue vira filme

A empresa Fighting Films lança no dia 1 de novembro um box com três dvds chamado "Inoue' s Secrets", ou, "Segredos de Inoue". Filmado em super câmera lenta e usando luz cinematográfica, o filme promete um judô como nunca visto antes. Inclui metodos de treino e técnicas do medalhista olímpico e tricampeão mundial.

DVD 1 - "Inoue – The Uchimata". Como o nome sugere, Inoue revela tudo sobre sua técnica preferida, o Uchimata.

DVD 2, "Inoue – The Judoka" Contém tudo sobre o Kumi-kata de Inoue.

DVD 3, "Inoue – The Samurai". Em entrevista exclusiva, Inoue fala sobre a filosofia do judô e conta como usou em competições o Harai-goshi, Osoto-gari, Ashi-waza, Shime-waza and três diferentes Seoi-nages. Ainda mostra bastidores dos Jogos Olímpicos de 2004, quando o campeão foi derrotado e os dois anos longe dos tatames.

Para conferir um trailer, clique no link abaixo:

http://www.youtube.com/watch?v=-BCWpfC4dl0

Jogos Olímpicos da Juventude dão início à contagem regressiva no dia 14 de agosto

Os primeiros Jogos Olímpicos de Juventude, que acontecerão em agosto de 2010, em Singapura, terá sua contagem regressiva lançada no próximo dia 14 de agosto. Exatamente um ano antes da abertura da competição.

A exepectativa é receber 5 mil atletas e oficiais dos 205 países filiados ao COI. Também são esperados 800 jornalistas, 20 mil voluntários e mais de 500 mil espectadores. Atletas com idade entre 14 e 18 anos disputarão 26 modalidades, entre elas o judô.

MEDALHISTAS OLÍMPICOS SÃO INDICADOS PELA CBJ PARA DAR AULA EM EVENTO DA SOLIDARIEDADE OLÍMPICA PAN-AMERICANA

Os medalhistas olímpicos Douglas Vieira (prata 1984) e Henrique Guimarães (bronze 1996), hoje treinadores, foram indicados pela Confederação Brasileira de Judô para dar aula em curso promovido pela Solidariedade Olímpica Pan-Americana, através da Organização Desportiva Pan-Americana (ODEPA). O encontro será na Cidade do México, de 9 a 15 de agosto, e contará com a participação de outro brasileiro: o treinador Jucinei Costa, este como aluno, também indicado pela CBJ.

Gabriel Nascimento e Istelina Silva fazem história para Sergipe

O judô de Sergipe está em festa. No último fim de semana, no Brasileiro Sub-17, o estado conseguiu suas primeiras medalhas em brasileiros desde a fundação da entidade. O feito histórico veio com duas pratas, com os judocas Gabriel Nascimento e Istelina Silva.

Atletas de Goiás faturam duas medalhas no Brasileiro de Judô Sub 17

No feminino, a Atleta Ariane Martins - Clube Jao - Goiania, confirmou asua boa fase nestes ultimos eventos disputados no ano e conseguiu faturar amedalha de bronze na categoria até 52 kg - Leve, neste ano a atleta já havia disputado a seletiva Nacional para o Sulamericano e ficou em 2º lugar

No masculino Thalhes Farias - Academia Kodokan - Caldas Novas, conquistou também a medalha de bronze na categoria até 55 kg -Ligeiro, confirmando tambem sua boa fase no eventos deste ano, pois ja tinha conquistado no dia 18/7 a medalha de prata na Copa Internacional do Minas Tenis Clube em Belo Horizonte/MG.

"Estes excelentes resultados demonstram o trabalho dos Professores e da Federação Goiana de Judô, pois neste ano o judô de Goiás ja acumula quatro medalhas em Brasileiros ( Prata - Marco Antonio - Sub13, Bronze - Juliana Kakumoto - Sub 13, Bronze - Talhes Farias - Sub 17 ), três medalhas no Mundial Veteranos na Alemanha ( Ouro - Joseph Kleber - M2, Prata - Edson Rogerio -M1, Bronze - Geracindo Bonfim - M7), mais o resultado da Seletiva do Sulamericano com o segundo lugar de Ariane Martins e a medalha de Prata na 5ª Copa Internacional do Minas Tenis Clube do atleta, com Talhes Farias. A Federação Goiana de Judô parabeniza seus atletas por mais estesresultados", diz o presidente da entidade, Josmar Gonçalves.

Gaúchos conquistam duas medalhas no Campeonato Brasileiro Sub 17

Dois judocas gaúchos voltam com medalhas do Campeonato Brasileiro juvenil (Sub 17), disputado em 25 e 26 de julho, em Natal. Vilmar Chaves Júnior subiu no lugar mais alto do pódio entre os meio-médios, enquanto Victória Araújo ficou com o bronze da categoria médio.

Os dois atletas treinam na Kiai. As conquistas em Natal vão ajudar a equipe canoense a angariar mais pontos no ranking estadual, que dará prêmios em dinheiro no final do ano.

Além deles, Carlos Bissacotti, Evandro Rosa e Alessandro Pereira, os três do GN União, terminaram em quinto na competição nacional.

São Paulo fatura 10 ouros no Brasileiro Sub 17

São Paulo dominou o Campeonato Brasileiro Sub 17, realizado neste fim de semana em Natal, no Rio Grande do Norte. Somando as medalhas do masculino e feminino, os paulistas faturaram 14 medalhas, sendo 10 de ouro.

Confira os relatórios completos.

Quadro de medalha masculino

Quadro de medalha feminino

Resultado individual masculino

Resultado individual feminino

domingo, 26 de julho de 2009

Resultado individual do Brasileiro Sub 17

Veja os resultados individuais do Brasileiro Sub 17, que acontece em Natal, no Rio Grande do Norte. Neste domingo será realizada a disputa por equipes.

RESULTADO INDIVIDUAL

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Resultados do segundo dia do Europeu Juvenil

A Rússia terminou o evento na primeira colocação no quadro de medalhas, com quatro ouros, uma prata e um bronze.

-90 kg
1. NIKIFOROV, Toma (BEL)
2. LEKAVICIUS, Zilvinas (LTU)
3. KATIC, Jurica (CRO)
3. ZAKRZEWSKI, Jakub (POL)
5. BABIC, Risto (SRB)
5. BINGOL, Sinan (TUR)
7. HAEFNER, David (GER)
7. HEGEDUS, Botond (HUN)

+90 kg
1. DOVTUKAEV, Sulim (RUS)
2. KOLESNIK, Andrii (UKR)
3. CAVALETTI, Pierre (FRA)
3. KOSTADINOV, Atanas (BUL)
5. DRAGIC, Vito (SLO)
5. SENIAUSKAS, Augustinas (LTU)
7. KHAKHALEISHVILI, Rostomi (GEO)
7. KOLCU, Mehmet Ensar (TUR)

+70 kg
1. MARTIN, Aroa (ESP)
2. EBERHARD, Christin (GER)
3. LENOIR, Miriiti (FRA)
3. VAN SLOTEN, Esmee (NED)
5. KEBADZE, Elene (GEO)
5. POTOCNIK, Urska (SLO)
7. EKINCI, Hatice Merve (TUR)
7. SASSI, Sabra (BEL)

Bolsa-Atleta reabre inscrições até 6 de agosto

Os atletas de alto rendimento que perderam a data de inscrição no Bolsa-Atleta do Ministério do Esporte terão a oportunidade de se inscreverem no programa, no período de 27 de julho a seis de agosto. As inscrições para o ano de 2009, que haviam se encerrado no dia 31 de março, foram reabertas para completar o período de três meses, o mesmo dos anos anteriores.

O programa é voltado para atletas de alto rendimento que não possuem patrocínio.Acesse o seguinte endereço para se inscrever: http://portal.esporte.gov.br/snear/bolsa_atleta/

O benefício é uma ajuda financeira mensal durante um ano e atende em quatro categorias de bolsa. São elas: Estudantil (R$ 300), Nacional (R$ 750), Internacional (R$ 1.500) e Olímpica e Paraolímpica (R$ 2.500). Após fazer sua inscrição on line, o atleta deverá imprimir a ficha e encaminhá-la, juntamente com a documentação solicitada, ao Ministério do Esporte. A documentação original deve ser enviada pelos Correios para o seguinte endereço: Secretaria Nacional de Esporte de Alto Rendimento – Programa Bolsa-Atleta, SAN – Quadra 01 Lote “A” Edifício Denit – Brasília (DF) CEP 70040902. A correspondência, para ser aceita, deve ser postada até o dia 06/08/2009.

Pré-requisitos para contemplação
Para a inscrição na Categoria Estudantil, é exigido ter 12 anos completos, estar matriculado em instituição de ensino público ou privado, ter alcançado o 1º, 2º ou 3º lugar nas Olimpíadas Escolares ou nas Olimpíadas Universitárias (jogos organizados pelo Ministério do Esporte com a parceria do COB), em esportes individuais, ou estar entre os 24 melhores atletas selecionados nos esportes coletivos durante o ano de 2008. O mesmo se aplica aos três primeiros classificados nos campeonatos Paraolímpico Escolar e Paraolímpico Universitário brasileiro.

Para concorrer ao benefício na Categoria Nacional, é necessário ter 14 anos completos, estar vinculado a uma entidade de prática desportiva (clube), ter filiação à Entidade de Administração de sua modalidade, tanto Estadual (Federação) como Nacional (Confederação), ter participado de competição em 2008 tendo obtido a seguinte classificação: de 1º a 3º lugar no evento máximo nacional organizado pela Entidade Nacional de Administração de sua modalidade, ou de 1º a 3º lugar no ranking nacional por ela organizado.

A inscrição na Categoria Internacional é permitida para quem tem 14 anos completos, está vinculado a uma entidade de prática desportiva (clube), tem filiação à Entidade de Administração de sua modalidade, tanto Estadual (Federação) como Nacional (Confederação), tenha participado de competição em 2008 tendo obtido a seguinte classificação: de 1º a 3º lugar em Campeonatos Mundiais de sua modalidade; Jogos ou Campeonatos Pan-americanos e Parapan-americanos, ou Jogos ou Campeonatos Sul-americanos.

Já para a inscrição na Categoria Olímpica e Paraolímpica, é necessário ter 14 anos completos, estar vinculado a uma entidade de prática desportiva (clube), ter filiação à Entidade de Administração de sua modalidade, tanto em nível Estadual (Federação) como Nacional (Confederação), ter integrado na qualidade de atleta a delegação brasileira na última edição dos Jogos Olímpicos ou Paraolímpicos.

Natal recebe o Brasileiro Sub-17 neste fim de semana

Natal, no Rio Grande do Norte, é um dos destinos mais procurados neste período de férias. Mas, neste fim de semana (25 e 26 de julho), a capital do estado será palco do Campeonato Brasileiro Sub-17, que reunirá alguns dos melhores judocas da nova geração. O torneio será realizado no ginásio da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Neste sexta-feira acontecerá o congresso técnico que definirá as chaves da competição. Estão confirmados 400 judocas de 24 estados. Apenas o Acre, Rondônia e Alagoas não estão presentes.

A disputa individual será no sábado, com início das lutas às 9h30min. No domingo, o torneio será por equipes, e também começará às 9h30min.

Em busca do alto nível de produção e organização, a Confederação Brasileira de Judô enviou para Natal dois profissionais que fizeram parte do Comitê Organizador do Judo World Tour. O coordenador de produção, Hebert Marques, e o Leandro Duarte, que produz a loja oficial da CBJ nos eventos. Além de Tibério Maribondo, diretor técnico da Federação local e que, na JWT, também fez parte da produção do Grand Slam do Rio de Janeiro e da Copa do Mundo de Belo Horizonte.

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Judocas da KIAI disputam Campeonato Brasileiro Juvenil

Três atletas da KIAI Associação Canoense de Judô disputam neste final de semana, de 24 a 26 de junho, o Campeonato Brasileiro Juvenil de Judô. Michelle Vaz, Victória Araújo e Vilmar Chaves Júnior - todos medalhistas nacionais – integram a Seleção Gaúcha na competição, que ocorre em Natal, RN.

A judoca Camila Barreto embarcou com a equipe, mas será preservada a pedido da Confederação Brasileira de Judô, para a disputa do Campeonato Mundial Juvenil, em agosto, na Hungria.
Os atletas da KIAI contam com o apoio da PCOM :: Marketing Estratégico e da Vittal Fisio Clínica de Reabilitação

Resultados do Europeu Juvenil

Com 340 judocas de 45 países, acontece na Finlândia o Campeonato Europeu Juvenil. Nesta quinta-feira foram disputadas as primeiras categorias. Veja os resultados:

Final Results

-50 kg
1. BAGHIROV, Kamran (AZE)
2. HARUTYUNYAN, Garik (ARM)
3. ATANOV, Dmytro (UKR)
3. GUL, Sefa (TUR)
5. LUKOSEVICIUS, Mykolas (LTU)
5. MAGDICH, Evgeny (RUS)
7. HLADKIKH, Pavel (BLR)
7. PULKRABEK, David (CZE)

-55 kg
1. KABA, Ahmet Sahin (TUR)
2. STEINBUKS, Mihails (LAT)
3. CHKHVIMIANI, Lukhumi (GEO)
3. KUSHKOV, Andriy (UKR)
5. GRACZYK, Nicki Patrick (GER)
5. NIKOLAJEVIC, Predrag (SRB)
7. FOTIADIS, Georgios (GRE)
7. ROMERO, Andres (ESP)

-60 kg
1. AKHMAROV, Magomed (RUS)
2. TUGUSHI, Beka (GEO)
3. AZOIDIS, Georgios (GRE)
3. JAFARLY, Mahir (AZE)
5. GROENEVEIDT, Remie (NED)
5. GUTSCHE, Robin (GER)
7. HAREL, Nimrod (ISR)
7. ROWE, Lucas (GBR)

-66 kg
1. JALILOV, Jalil (AZE)
2. LARASSER, Valentin (GER)
3. CIGANOVIC, Ilija (SRB)
3. LYON, Daniel (GBR)
5. LOMIDZE, Irakli (GEO)
5. MOUSTOPOULOS, Roman (GRE)
7. BOTTIEAU, Jeremie (BEL)
7. CAI, Hong Phuc (DEN)

-73 kg
1. GABASOV, Imranbek (RUS)
2. WITKOWSKI, Marcin (POL)
3. MULEC, Tadej (SLO)
3. TOVAKALYAN, Mher (ARM)
5. GREITER, Michael (AUT)
5. LUKOSEVICIUS, Martynas (LTU)
7. JANSSEN, Mistral (NED)
7. RATIANI, Beka (GEO)

-81 kg
1. SZAKACS, Arpad (SVK)
2. RUADZE, Levan (GEO)
3. FOGASY, Gergo (HUN)
3. PFISTERMULLER, Peter (AUT)
5. CUKANOVAS, Rolandas (LTU)
5. EFEMGIL, Batuhan (TUR)
7. KERIMHANOV, Rustam (EST)
7. MAMMADLI, Orkhan (AZE)

-44 kg
1. PRINCE, Laura (NED)
2. SOMMER, Alessa (GER)
3. BATIZI, Barbara (HUN)
3. NIZAMOVA, Venera (RUS)
5. BOMBARA, Angelina (ITA)
5. PROVOT, Maureen (FRA)
7. RANTANEN, Karoliina (FIN)
7. SAVIC, Julijana (SRB)

-48 kg
1. GIUFFRIDA, Odette (ITA)
2. MEZHETSKAYA, Darya (RUS)
3. HUCK, Christine (AUT)
3. RASINSKA, Maja (POL)
5. KELIGER, Bernadett (HUN)
5. MOORS, Lien (BEL)
7. GHINDARIU, Ana Maria (ROU)
7. MELIGKAKI, Nikoletta (GRE)

-52 kg
1. ILKIV, Nataliya (UKR)
2. MURADZADE, Shafag (AZE)
3. KOCHER, Fabienne (SUI)
3. KRISANDOVA, Andrea (SVK)
5. BRYLYAKOVA, Elena (RUS)
5. KAKKO, Katri (FIN)
7. CENTRACCHIO, Maria (ITA)
7. WEIGLEIN, Nicola (GER)

-57 kg
1. ROMANKO, Veronika (RUS)
2. DUKIC, Jelena (SRB)
3. LYALINA, Kateryna (UKR)
3. ZLOCHENKKO, Adi (ISR)
5. KASELIONYTE, Odeta (LTU)
5. SZYMCZAK, Agnieszka (POL)
7. KAMANO, Marie Noelle (ITA)
7. TIELEMANS, Lola (BEL)

-63 kg
1. DIEDRICH, Szaundra (GER)
2. SCHELLEKENS, Michelle (NED)
3. LIVESEY, Amy (GBR)
3. LUYCKFASSEEL, Lise (BEL)
5. DZYUNZYAK, Nadiya (UKR)
5. HUSEYNOVA, Khanim (AZE)
7. BOZOVIC, Tanja (MNE)
7. ROQUETTE, Maria (POR)

-70 kg
1. MANSOUR, Lola (BEL)
2. FERRARI, Valeria (ITA)
3. CZEMPIK, Weronika (POL)
3. JANDRIC, Ivana (SRB)
5. BROOKS, Demi (GBR)
5. TOPCAGIC, Hana (BIH)
7. CHARNUKHA, Tatsiana (BLR)
7. MYKHAILENKO, Krystyna (UKR)

Antônio Tenório encanta em demonstração no Taguatinha Shopping


O judoca Antônio Tenório, tetracampeão paraolímpico, foi o centro das atenções na Praça Cristal do Taguatinga Shopping. O evento, na tarde desta quarta-feira (22), contou com a presença das judocas brasilienses Érika Miranda e Ketleyn Quadros, medalhista de bronze nos Jogos Olímpicos de Pequim, além de 40 crianças praticantes da modalidade na escola Espaço Marques Guinness, de Taguatinga Sul.

Por mais de uma hora, Tenório fez demonstrações de alguns de seus principais golpes na companhia de Vitor Braga, atleta do Distrito Federal, campeão Pan-Americano júnior, neste ano, em El Salvador. Ao seu lado, Érika e Ketleyn seguiram os movimentos do paulista, de 38 anos.

“Ketleyn e Erikinha são amigas nossas, há muito treinamos juntos e é sempre bom estar com elas por perto”, disse Tenório.

“É uma honra para qualquer judoca treinar com Tenório. Ele é um exemplo paraolímpico e para os atletas olímpicos também”, comentou Érika Miranda, campeã da etapa de Belo Horizonte da Copa do Mundo de judô, disputada há 10 dias.

Também marcaram presença na Praça Cristal do Taguatinga Shopping Yohansson Nascimento, Alan Fonteles e Rosinha, estrelas do atletismo paraolímpico nacional. Eles distribuíram autógrafos e divulgaram a etapa de Brasília do Regional Centro-Leste do Circuito Loterias CAIXA Brasil Paraolímpico de Atletismo, Natação e Halterofilismo. A competição será neste sábado (25) e domingo (26), no Cief (908 Sul), Hotel Nacional (Setor Hoteleiro Sul) e Parque Aquático do Complexo Esportivo Ayrton Senna (Asa Norte).

Donos da casa, Holandeses também definem seleção para o Mundial

Confira a escalação da Holanda

-60kg: Ruben Houkes
-66kg: Aziz Mesaoudi
-73 kg: Dax Elmont
-81 kg: Guillaume Elmont
-90kg: Marvin De la Croes
-100kg: Henk Grol
+100kg : Grim Vuijsters

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Branco é homenageado pela EPTV

O judoca Edelmar Branco Zanol, recebeu uma homenagem da EPTV. A emissora comemora 30 anos e passou o dia ao lado do judoca e pode conhecer toda sua história e alguns de seus projetos sociais da região.

"Fiquei muito feliz em fazer parte dos 30 anos da EPTV e ser um dos escolhidos para comemorar esse aniversário tão importante. Nosso projeto foi mostrado ao vivo e teve uma homenagem merecida por todo esforço da garotada, dos pais e professores", afirmou ele.

Ao todo são seis projetos socias espalhados pelo interior do Estado, que levam afrente o nome do atleta Branco Zanol e mais cinco na capital paulista.

CBJ e Comissão de Desportos do Exército dão início à parceria visando Jogos Militares


A Confederação Brasileira de Judô e a Comissão de Desportos do Exército fizeram nesta quarta-feira, na sede da entidade, uma primeira reunião visando parceira para os Jogos Mundiais Militares, em 2011. O Exército abrirá 80 vagas para atletas de alto rendimento, sendo sete delas destinadas ao judô.

“O objetivo é captar estes judocas ainda em 2009, para começarmos o ano de 2010 com eles já integrados ao exército. Queremos montar uma equipe forte, que lute por medalhas nos Jogos de 2011”, explicou o major Ângelo Denicoli.

A parceira entre o judô e o exército é antiga. Há anos a modalidade representa o país em mundiais militares. Em 2008, João Gabriel Schlittler, então atleta da equipe olímpica em Pequim, representou o Exército brasileiro em diversas ocasiões. Nomes de peso do esporte, como Mário Sabino, Daniel Hernandes e Hugo Pessanha.

“Vamos colaborar para formar a melhor seleção de atletas possível para o Exército. Já temos a nossa seleção olímpica na Marinha e vamos buscar os melhores homens. Também pretendemos no futuro criar um Centro de Excelência Internacional dentro da Escola de Educação Física do Exército, na Urca, no Rio de Janeiro”, diz o presidente da Confederação Brasileira de Judô, Paulo Wanderley Teixeira.

O edital para as vagas será aberto em breve.
Foto: Ney Wilson Pereira (Coordenador técnico Internacional da CBJ), Major Denicoli (CDE) e Paulo Wanderley Teixeira (Presidente da CBJ)

Confira a seleção do Japão para o Mundial Sênior

-60kg: HIROAKI HIRAOKA
-66kg: MASSATO UCHICHIBA
-73kg: MASSAHIKO OTSUKA
-81kg: MASSAHIKO TOMOUCHI
-90kg: TAKASHI ONO
-100kg: TAKAMASSA ANAI
+100kg: YASSUYUKI MUNETA

-48kg: TOMOKO FUKUMI
-52kg: MISSATO NAKAMURA
-57kg: KAORU MATSUMOTO
-63kg: YOSHIE UENO
-70kg: MINA WATANABE
-78kg: SAE NAKAZAWA
+78 kg: MAKI TSUKADA

Espanha também definida para o Mundial

Espanha também está definida para o Mundial da Holanda. Veja:

-48kg: Oiana Blanco
-52kg: Ana Carrascosa
-57kg: Concepcion Bellorin
-70kg: Cecília Blanco
-78kg: Esther San Miguel
+78kg: Sara Alvarez

-66kg: Sugoi Uriarte
-73kg: Kioshi Uematsu
-81kg: Jorge Benavente
-90kg: David Alarza
+100kg: Angel Parra

Franceses fazem turnê de judô pelo litoral


A Federação Francesa de Judô promove durante o verão um evento de exibição em nove praias do litoral daquele país. O evento é voltado para a iniciação de atletas, sessão de autógrafos, música e também terá a presença de medalhistas.


França escala equipe para o Mundial 2009

A França definiu sua equipe para o Mundial da Holanda. Confira:

-48 kg Frédérique Jossinet

-52 kg Audrey La Rizza

-57 kg Morgane Ribout

-63kg Gévrise Emane

-70kg Lucie Decosse

-78kg Céline Lebrun

+78kg Eva Bisseni

-60 kg Dimitri Dragin (à confirmar)

-66 kg Benjamin Darbelet

-73 kg Gilles Bonhomme

-81 kg Axel Clerget

-90 kg Nicolas Brisson

-100 kg Cyrille Maret

+100 kg Teddy Riner

terça-feira, 21 de julho de 2009

PRESS KIT DO CAMPEONATO MUNDIAL

Clique AQUI e faça o download.
No documento em PDF contém:

Perfil dos convocados
Histórico do Brasil em Mundiais Sênior
Programação do Mundial de Roterdã
Atuais campeões mundiais
Agenda da Seleção Brasileira até o Mundial de Roterdã

João Derly não disputa o Mundial

O bicampeão mundial João Derly não poderá defender seu título este ano. O meio-leve sofreu uma séria lesão nos músculos abdominal e adutor direitos durante treinamento em Belo Horizonte, no último dia 8 de julho. O judoca foi avaliado pelo médico da Confederação Brasileira de Judô, Breno Schor, que considerou prematura a volta de Derly às competições:

“João não teve o tempo adequado para recuperação e participar de uma competição forte como o Mundial poderá agravar o quadro e desenvolver uma lesão crônica no local”, explica o médico. “Lutar o Mundial seria um sacrifício muito grande para o atleta, que não estaria em sua forma ideal. Ele teria apenas três semanas para estar totalmente recuperado e atingir seu pico técnico para lutar por uma medalha”, completa Schor.

A decisão de não participar do Mundial de Roterdã partiu de uma conversa conjunta entre o médico Breno Schor, o coordenador técnico Ney Wilson e o João Derly.

“Claro que fica um sentimento ruim por não poder lutar o Mundial, ainda mais depois de dois títulos. Mas chega uma hora que é preciso cuidar do corpo e não forçar a barra”, diz Derly, que ainda sente bastante dor na região machucada. “É uma lesão em um lugar ruim, que uso muito para os golpes. O tempo de recuperação correto é de seis a oito semanas, e não teria esse tempo para estar bem. Não dá para abreviar o tratamento”, lamenta o judoca, que tem a companhia da esposa Gabriela durante a temporada de fisioterapia em São Paulo.

O judoca ficará na capital paulista, em tratamento no Instituto Vita, até meados de agosto, quando retorna a Porto Alegre para dar início aos primeiros treinos com quimono. A volta às competições deverá ocorrer a partir de outubro.

“O mais importante para nós é recuperar o João 100% para que ele esteja em plenas condições de lutar pela vaga olímpica a partir do ano que vem. Esta temporada é a única que não vale pontos para a lista que definirá os classificados para Londres 2012, e por isso ele tem tempo para trabalhar com calma e curar as lesões. A partir de 2010, cada competição contará para as Olimpíadas e João precisa estar inteiro para buscar sua vaga”, afirma o coordenador técnico da seleção brasileira, Ney Wilson.

“A principal preocupação é mesmo quanto a ranking olímpico e tenho que estar bem em 2010 para lutar pela vaga. Estou confiante, pois há uma equipe muito boa cuidando de mim, gente que entende de atleta”, diz João Derly, que faz fisioterapia sob os cuidados de Nilton Petroni, o Filé, e sua equipe no Vita, sob orientação do médico Breno Schor.

DEFINIDOS OS JUDOCAS QUE VÃO REPRESENTAR O BRASIL NO MUNDIAL

A Confederação Brasileira de Judô apresentou nesta terça-feira (21) os 13 judocas que representarão o Brasil no Campeonato Mundial Sênior, em Roterdã, na Holanda, de 26 a 30 de agosto. O país será representado na competição por Sarah Menezes (-48kg), Érika Miranda (-52kg), Rafaela Silva (-57kg), Danielli Yuri (-63kg), Maria Portela (-70kg), Rochelle Nunes (+78kg), Denílson Lourenço (-60kg), Leandro Cunha (-66kg), Leandro Guilheiro (-73kg), Nacif Elias (-81kg), Tiago Camilo (-90kg), Luciano Corrêa (-100kg) e Daniel Hernandes (+100kg).

“O Grand Slam do Rio de Janeiro e a Copa do Mundo de Belo Horizonte foram a arrancada do Brasil rumo ao Mundial da Holanda. Um investimento que já superou a verba usada em todo o último ciclo olímpico e oportunizou os atletas a ganharem pontos no ranking e estarem hoje sendo anunciados para representar o país no Mundial. De 2003 para cá nossos judocas já somaram nove medalhas três mundiais, ficando apenas uma atrás de todo o histórico de participações anteriores”, diz o presidente da Confederação Brasileira de Judô, Paulo Wanderley Teixeira.

O Coordenador Técnico Internacional da CBJ, Ney Wilson, explicou o critério utilizado para a escolha dos judocas.

“Desde 2007 que abolimos as seletivas internas, portanto, usamos o critério de quem este atleta venceu em eventos internacionais. Cada judoca foi direcionado para o evento em que haveria maior chance de ter o objetivo alcançado. Os mais jovens foram para copas do mundo, onde há a repescagem e, com isso, a maior chance de ganhar bagagem internacional. Os mais experientes nós enviamos para lutar em torneios maiores, como grand slam”, destacou Ney.

Caras novas na lista de convocados, o meio-médio Nacif Elias e a leve Rafaela Silva já fazem planos para a competição:

“Sabia que competir bem no exterior faria diferença para garantir a vaga para o Mundial. Achei até que seria mais difícil, já que sou jovem e não conheço tanto as atletas do meu peso”, diz Rafaela, 17 anos, campeã mundial júnior em 2008 e que subiu ao pódio no Grand Slam do Rio de Janeiro e nas Copas do Mundo de Madrid e Belo Horizonte este ano. “Ocupar a vaga que era da Ketleyn é uma responsabilidade, mas estou preocupada apenas em treinar mais e mostrar o meu judô”, completa a judoca nascida na Cidade de Deus, que ganhou a posição de Ketleyn Quadros, primeira medalhista olímpica do Brasil em esportes individuais no feminino.

“Sei que no mundial vou ter que entrar com muita concentração para surpreender e não ser surpreendido”, afirma o capixaba Nacif Elias, 20 anos. “Depois da medalha no Grand Slam do Rio não acredito que seja mais um atleta completamente desconhecido. Fico feliz que a CBJ apostou na renovação”, diz o judoca, que disputava a posição de titular com Flávio Canto.

Os experientes Luciano Correa e Leandro Guilheiro farão em Roterdã sua terceira participação em mundiais.

“Pelo primeira estou competindo sem dor, no melhor da minha forma física”, comemora o duas vezes medalhista olímpico Leandro Guilheiro.

“Esse ano está sendo muito bom para mim. Logo depois de Pequim reformulei minha forma de treinar e os resultados estão provando que foi uma melhora bastante significativa”, acredita o atual campeão mundial e líder do ranking da Federação Internacional de Judô, Luciano Corrêa.

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Em duelo caseiro, Erika Miranda e Ketleyn Quadros fazem a final da Copa Minas

Atletas do Minas Tênis Clube, Ketleyn Quadros e Erika Miranda fizeram a final da Copa Minas Tênis. As judocas venceram todas as suas lutas por ippon, travando uma disputa acirrada pela primeira colocação. No duelo entre as duas, nenhuma pontuação. A decisão teve que ficar a cargo dos juízes. O juiz principal deu a vitória para Ketleyn, enquanto os dois laterais consideraram Érika vencedora.

“Fiz boas lutas nesse torneio. Contra a Érika foi uma luta bastante igual, onde não conseguimos pontuar. A maior prova dessa igualdade é que até a escolha dos árbitros foi apertada” contou Ketleyn Quadros.

A primeira e segunda colocada na Copa Minas possuem uma grande amizade fora dos tatames. Inclusive, quando Quadros faturou a medalha de bronze, nas Olimpíadas de Pequim, dedicou a importante conquista a sua amiga Érika. Menos de um ano depois, o favor foi retribuído. Miranda ganhou o ouro na Copa do Mundo de Belo Horizonte e fez questão de compartilhá-lo com Ketleyn.

“Temos uma grande cumplicidade. Sempre treinamos juntas aqui no Minas Tênis. Quando alguma de nós consegue um grande feito é como se a outra também participasse” afirmou Ketleyn.

Unisul realiza treino de inverno de judô

O Complexo Aquático da Unisul recebeu os melhores judocas de Santa Catarina neste sábado, 18, o para o primeiro treino de inverno chamado de Kangeiko. Além dos treinos técnicos e das lutas, foram ministradas palestras sobre preparação física no judô para cerca de 70 judocas de várias regiões de Santa Catarina em ambos os naipes. O Kangeiko é promovido pela Federação Catarinense de Judô e faz parte do calendário oficial da entidade.

O presidente da Federação Catarinense de Judô, Roberto da Graça, afirma que a iniciativa da universidade é exemplar.

“Há muito a federação gostaria de realizar este tipo de treinamento e agora a Unisul está conduzindo isto para que se torne uma rotina. Os resultados já são sentidos até a nível internacional”, declara.

No período da manhã o acadêmico do curso de Educação Física e Esporte da Unisul e faixa preta de judô, Leonardo Porto, aplicou a preparação física específica para judô, seguida por um treino técnico e lutas de solo. Das 14h as 15h o preparador físico da equipe de judô, Maurício Borguetti, ministra a palestra, Periodização do treinamento de judô. E a partir das 15h foram realizados os randoris(lutas). O coordenador da modalidade na Unisul, Julio Cesar Araújo, é um dos idealizadores do treinamento.

“No Kangeiko da federação vamos abrir as portas da nossa casa para receber atletas e professores com o objetivo de mostrar nossa estrutura e um pouco do que fazemos para atingir nossos resultados” afirma Araújo.

Camila Barreto lidera Top Ten gaúcho

A atleta Camila Barreto, da KIAI Associação Canoense de Judô, lidera o ranking geral da Federação Gaúcha de Judô, publicado na última sexta-feira, 10 de julho. A lista apresenta os dez melhores judocas do Rio Grande do Sul, sem distinção entre classes ou categorias. A jovem revelação gaúcha aparece com 6400 pontos, à frente de atletas consagrados no Brasil e no exterior, como João Derly e os irmãos Eduardo e Walter Santos.

Camila, que luta na classe juvenil, está em fase de preparação para duas competições importantes que disputará nos próximos dias: o Campeonato Brasileiro e o Mundial Juvenil. Em 2009, ela já conquistou o Campeonato Sul Brasileiro, as Copas Tramandaí, Santa Maria e Caxias do Sul. Além disso, ainda foi campeã Pan-Americana, em El Salvador.

No estado, a judoca também é a atual líder, entre as mulheres, dos rankings juvenil e júnior. Camila conta com o apoio da PCOM :: Marketing Estratégico e da Vittal Fisio Clínica de Reabilitação.

Único representante de Goiás é vice na Copa Minas

O Atleta Thalles Silva Farias, do clube Kodokan (Caldas Novas) conquistou o Vice-Campeonato da categoria Juvenil Sub 17 / Ligeiro ( ate 55 kg ) na 5ª Copa Internacional do Minas Tenis Clube, neste ultimo final de semana em Belo Horizonte, Thalles foi o unico representante do estado de Goias nesta competição.

O atleta irá se reunir com os demais judocas da delegação Goiania para a disputa do Brasileiro Sub 17, neste fim de semana, em Natal (RN). A delegação tem partida marcada para sexta-feira ( 24 ), onde tem com responsavel pela equipe os professores Rafael Augusto / Sesi Planalto e Helio Martins / Nikkei.

A equipe composta com os seguintes atletas:

Laryssa Rosa Portela - Meio Leve - Nikkei
Ariane Rodrigues Martins - Leve - Clube Jao
Cristiane Angel Lima - Meio Medio - Evangelica
Isadora Araujo - Medio - Judo Shiozawa
Gabriela Domingues - Pesado - Clube Jao
Lucas Brito Arantes - Super Ligeiro - Rio Verde
Thalles Silva Farias - Ligeiro - Kodokan
Wallace Matheus Mendes - Meio Leve - Ajisirjac
Gabriel Po Wang Lin - Meio Medio - Nikkei
Guilherme Lucas Munis - Meio Pesado - Neap

Brasil encerra Jogos da Lusofonia com 75 medalhas

Durante mais quatro anos, o Brasil continuará sendo o país a ser batido nos Jogos da Lusofonia. O fim da segunda edição, em Lisboa 2009, neste domingo, dia 19, confirmou o Time Brasil à frente dos outros 11 países do mundo lusofônico no quadro geral de medalhas. Em Portugal, o Time Brasil obteve 75 medalhas (33 medalhas de ouro, 22 medalhas de prata e 20 de bronze), contra 71 (25 de ouro, 33 de prata e 13 de bronze) conquistadas pelos anfitriões. Foram 18 medalhas a mais que em Macau 2006 (29 de ouro, 19 de prata e 9 de bronze).

"A meta traçada para os II Jogos da Lusofonia foi alcançada. Tivemos êxito em diversas modalidades, apresentamos novos valores do nosso esporte e continuamos na liderança do quadro de medalhas da competição. Em Lisboa 2009, pudemos reforçar os laços entre os países participantes e comprovar que o evento está consolidado como a maior celebração multiesportiva para os países de língua portuguesa. Portugal, que tão bem nos acolheu deixará grandes lembranças para os atletas e para a Chefia da Missão. Nosso pensamento agora já está voltado para os Jogos Sul-americanos Medellín 2010, nosso próximo passo na preparação até Londres 2012", finalizou Bernard Rajzman.

O judô foi a modalidade que mostrou melhor desempenho entre as equipes do Time Brasil. Em sua estreia no programa dos Jogos, o Brasil fez valer sua maior experiência internacional. Terminou a competição com 11 medalhas de ouro, duas de prata e uma de bronze. Carlos Honorato (-100kg), Priscila Marques (+78kg), Filipe Oliveira (-90kg), Nacif Elias (-81kg), Marina Silva (-63kg), Rafael Silva (+100kg), Rodrigo Rocha (-73Kg), Felipe Kitadai (-60kg), Mariana Barros (-57kg), Raquel Siva (-52kg), Daniela Polzin (-48kg), venceram em suas categorias. Natália Bordignon (-70kg) e Claudirene Cezar (-78kg) ficaram com a prata; Luiz Revite (-66kg), com o bronze.

Campeão olímpico comandará treinamento de campo nos EUA

O campeão olímpico e mundial Isao Okano comandará um treinamento de campo em San Jose, nos EUA, organizado pela Federação local (USA Judo). O treinamento acontecerá nos dias 27 e 28 de setembro. Além do campeão olímpico em 1964, a clinica contará com a participação de Mike Swain (medalhista olímpico em 1988 e campeão mundial em 1987), Kevin Asano (medalhista olímpico em 1988), entre outros.

Mais informações no site http://www.usjudo.org/. Existe taxa de US$ 80 para participar do programa.

Minas vence a Copa Minas Tênis Clube

O Minas conquistou o primeiro lugar na classificação geral da V Copa Minas Tênis Clube/Torneio de Judô Professor Albano Pinto Côrrea Filho, que foi realizada de 17 a 19 de julho, na Arena Vivo, na Unidade I, e, com o resultado, se sagrou tricampeão do torneio.

Os minastenistas totalizaram 346 pontos (22 ouros, 14 pratas e 14 bronzes), enquanto o Palmeiras somou 172 pontos (dez ouros, cinco pratas e 14 bronzes) e o Sealp fez 156 pontos (seis ouros, 11 pratas e dez bronzes).

O judoca Luciano Corrêa foi um dos ouros do Minas. O número um, na categoria -100kg, do ranking da Federação Internacional de Judô passou por adversários do México, Rio de Janeiro e Minas Gerais para faturar a V Copa Minas de Judô. Na luta final, Luciano derrotou Taylor Machado, seu companheiro de Minas Tênis Clube, por ippon.

“Consegui mais um excelente resultado aqui em Belo Horizonte. Estou me sentindo no auge da minha forma física, venho de um período intenso de treinamentos fora do Brasil e a vitória é conseqüência de todo esse trabalho”, comemorou o campeão, que subiu ao pódio com sua sobrinha Júlia.

“Levei ela na premiação para fazer uma homenagem para ela e para minha família, que sempre me dão todo o apoio dentro e fora dos tatames. Hoje, ela veio aqui torcer para mim e trouxe muita sorte” afirmou.

sexta-feira, 17 de julho de 2009

V Copa Minas Tênis Clube homenageia o Mestre Albano

Com a participação de judocas do Canadá e do México, começa hoje (17/7) a quinta edição da Copa Minas Tênis Clube/Torneio de Judô Professor Albano Pinto Corrêa Filho, na Arena Vivo, no Minas I. A competição, que vai até domingo (19/7), recebeu 719 inscrições de atletas de 58 agremiações de Minas Gerais, Amazonas, Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Pará, Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Roraima, Rio Grande do Sul, Sergipe. Haverá disputas nas modalidades masculina e feminina, categorias infanto-juvenil, sub-15, sub-17, sub-20 e sênior, em todas as classes.

Hoje tem credenciamento das equipes, pesagem das classes infanto-juvenil, pré-juvenil e júnior, das 18h às 19h30, e Congresso Técnico, às 19h, na Sala de Vídeo da Arena Vivo.

As disputas começam a partir de amanhã (18/7), às 9h, e acontecem pelo sistema de repescagem olímpica, apurando-se o campeão, o vice-campeão e dois terceiros lugares, com repescagem entre os perdedores dos semifinais, com cruzamento das chaves.

A Copa Minas Tênis Clube acontece desde 2005, quando foi realizada em comemoração aos 70 anos do Minas Tênis Clube. Nas duas últimas edições, o Minas se sagrou campeão do Torneio de Judô, que, a partir deste ano, recebe o nome do saudoso Professor Albano Pinto Côrrea Filho, o mestre Albano, precursor da modalidade em Minas Gerais e no Clube. Ele morreu 13 de dezembro de 1990, aos 70 anos.

Confira a programação:
SEXTA-FEIRA -
17/07 14h - Chegada das Delegações /Credenciamento
18h às 19h30 - Pesagem das Classes Infanto-Juvenil, Pré juvenil e Júnior.
19h - Congresso Técnico - Sala de vídeo - Arena Vivo

SÁBADO -
18/07 (Arena Vivo)7h às 7h30 - Pesagem Oficial Sub 13 (11/12 anos).
7h30 às 8h - Pesagem Oficial Sub 15 (13/14 anos).
8h às 8h30 - Pesagem Oficial Sub 20 (17/18/19 anos).
9h -Clínica de Arbitragem - Arena Vivo
9h - Início dos combates classe Infanto-Juvenil (11/1 2 anos).
10h - Início dos combates classe Sub 15 (13/14 anos).
14h - Abertura da competição
14h15 - Início do FESTIVAL MIRIM/INFANTIL (07/08/09 e 10 anos)
15h - Início dos combates classe Sub 20 (17/18/19 anos)
16h às 17h - Pesagem classe Sub 17 e Sênior

DOMINGO -
19/07 (Arena Vivo) 7h às 7h30 - Pesagem Oficial Sub 17 (15/16 anos).
7h30 às 8h - Pesagem Oficial Sênior (+17 anos).
9h - Início dos combates classe Sub 17 (15/16 anos).
10h - Início dos combates da Classe Sub 20 por equipe
11h - Início dos combates classe Sênior (+17 anos).

Queiroz, um dos técnicos do Brasil na Copa do Mundo, faz relato emocionante

Um dos treinadores do Brasil na Copa do Mundo de Belo Horizonte foi Danys Queiroz, do Piauí. Emocionado, o treinador fez um belo relato sobre a experiência.

"Foi meu maior e melhor momento no judô. Ter sido, na semana em que fiz 22 anos de faixa preta, técnico do Brasil em tamanho evento como a Copa do Mundo de BH. Aprendi muito com os melhores tecnicos e atletas do brasil e do mundo, técnicos como: Luis Shinorhara, Henrique Guimaraes, Fulvio Miyata e o alemão Udo Quelmmaz. Além de atletas como Tiago Camilo, Leandro Quilheiro, Flavio canto etc...Foram sete dias emocionantes, vividos com total intensidade. A partir desse dia garanto que o judô do Piauí nao será mais o mesmo"

Oi/Sogipa vence desafio contra os EUA

A equipe Oi/Sogipa venceu o Desafio Internacional de Judô contra a seleção dos Estados Unidos por 8 a 2, na noite desta quinta-feira, 16 de junho, no ginásio principal do clube de Porto Alegre. Desfalcado por três importantes atletas - João Derly, Mayra Aguiar e Natalia Bordignon - a Oi/Sogipa conseguiu impor seu melhor judô sobre o adversário.

Conhecido como "La Bombonera" do judô, o certame sogipano estava lotado. A torcido, eufórica, vibrou e apoiou a equipe porto-alegrense do inicio ao fim. No primeiro combate, o jovem judoca Afonso Baldigen, substituto do bicampeão mundial João Derly, garantiu a vitória com um ippon sobre o americano Aaron Kunihiro na categoria meio-leve. Felipe Braga (-73kg) superou Andrew Porras, também com o golpe perfeito do judô. Eduardo Santos (-90kg) empatou com Jake Larsen.

Mas a luta mais esperada era a de Guilherme Luna contra Travis Stevens. O americano da categoria até 81 quilos esteve nas Olimpíadas de Pequim, em 2008, além de ter conquistado o bronze no Grand Slam do Rio de Janeiro. No entanto, o sogipano, que foi ouro na Copa do Mundo de BH no último final de semana, não se intimidou com o currículo do judoca estrangeiro e venceu por yuko (três shido). Outro combate que agitou o público foi entre Walter Santos e Daniel McCormick. Waltinho, como é conhecido no meio do judô, aplicou um ippon e levou a melhor sobre o adversário. O meio-pesado Leandro Gonçalves ainda passou por Shintaro Higashi, por yuko.

A vitória da equipe feminina da Oi/Sogipa foi suada. As sogipanas venceram as americanas no desempate. Taciana Rezende de Lima (-48kg) empatou com Jeanette Rodríguez, mas na disputa que decidiu o desafio aplicou um ippon em menos de 20 segundos de luta. Hellen Aguiar (-63kg) não superou Christal Ransom, ao perder por ippon de imobilização. Márcia Lima Vieira, 27 anos, levou a sua experiência aos tatames ao assegurar a vitória sobre Katie Sell, de apenas 21. E Rafaela Nitz, em processo de adaptação a nova categoria (a atleta emagreceu 14 quilos), perdeu para Kayla Harrison, campeã mundial júnior, em 2008.

Derly sofreu uma lesão muscular na semana passada. Mayra Aguiar ainda está se recuperando de uma cirurgia feita no joelho, e deve voltar às competições no segundo semestre deste ano. Já Bordignon está a serviço da Seleção Brasileira, onde conquistou a medalha prata nos Jogos da Lusofonia, em Lisboa, Portugal, na última quarta-feira (dia15).

A equipe Oi/Sogipa é patrocinada por OI, BANRISUL e Sistema Educacional EADCON. Ela tem apoio da Fundação de Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul. O Desafio Internacional de Judô é patrocinado pela Oi, e também tem apoio da Philden, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Callohã e do SESC.

Luta a luta: (-66kg) – Afonso Baldigem venceu Aaron Kunihiro por ippon(-73kg) - Felipe Braga venceu Andrew Porras por ippon(-81kg) - Guilherme Luna venceu Travis Stevens por yuko(-90kg) - Eduardo Santos empatou com Jake Larsen(-100kg) - Leandro Gonçalves venceu Shintaro Higashi yuko(+100kg) - Walter Santos venceu Daniel McCormick ippon(-48kg) – Mayara Gomes venceu Verônica Prado yuko(-52kg) - Taciana Rezende de Lima empatou Jeanette Rodriguez (Taciana venceu no desempate por ippon)(-63kg) – Hellen Aguiar perdeu Christal Ransom por ippon(-70kg) – Márcia Lima Vieira venceu Katie Sell por ippon(-78kg) - Rafaela Nitz perdeu Kayla Harrison por ippon

Copa Minas começa nesta sexta-feira

Começa hoje a 5ª edição da Copa Minas Tênis Clube/Torneio de Judô Professor Albano Pinto Côrrea Filho, na Arena Vivo, no Minas I. A competição vai até domingo (19/7) e será disputada nas categorias Infanto-juvenil, Sub-15, Sub-17, Sub-20 e Sênior, em todas as classes, no masculino e no feminino. A abertura oficial da competição acontece amanhã, às 14h.

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Flávio Canto é destaque no CNN Heroes

O medalhista olímpico Flávio Canto será o personagem do programa CNN Heroes, numa das principais emissoras de notícia do mundo. A história do judô e da sua ONG, o instituto Reação, serão mostradas nesta sexta-feira (17). O programa vai ao ar a partir das 8h.

O CNN Heroes também é exibido no canal CNN em Espanhol, às 21h.


Para quem não assina o canal, o perfil de Flávio Canto estará disponível no www.cnn.com/heroes.

Rosicléia Campos ressalta atitude em curso nas Bahamas


Ministrado um curso para treinadores na Bahamas, a técnica da seleção feminina do Brasil ressaltou para os países que participam do evento (Barbados, Porto Rico e Bahamas) que está impressionada com a postura dos atletas locais.


"Antes de o Brasil se tornar uma nação top no judô, os judocas já acreditavam que isto era possível, portanto, atitude é algo muito importante", explica Rosicléia.

Barbados Porto Rico e Bahamas disputam a Copa do Caribe de Judô e o treinamento do qual Rosicléia participa faz parte dos preparativos das equipes para o Campeonato Mundial, em agosto, na Holanda.

quarta-feira, 15 de julho de 2009

PRESS RELEASE: BRASIL ENCERRA JOGOS DA LUSOFONIA COM MAIS SEIS OUROS

O judô brasileiro encerrou nesta quarta-feira (15) sua participação nos Jogos da Lusofonia, em Portugal, com mais seis medalhas de ouro e duas de prata. Subiram no lugar mais alto do pódio Mariana Silva (-63kg), Priscila Marques (+78kg), Nacif Elias (-81kg), Felipe Oliveira (-90kg), Carlos Honorato (-100kg) e Rafael Silva (+100kg). Ficaram com a prata Natalia Bordignon (-70kg) e Claudirene César (-78kg). No total, o Brasil conquistou 11 ouros no evento, duas pratas e um bronze.

Para ser campeã, Mariana Silva venceu duas vezes a portuguesa Andreia Cavalleri (wazari e ippon); Priscila Marques teve duas vitórias por ippon. A primeira contra a portuguesa Joana Costa e depois a atleta do Cabo Verde Adysângela Moniz; Rafael Silva ficou com o ouro ao bater, também com dois ippon, Denis Oliveira (Angola) e João Tavera (Portugal); Nacif Elias, prata no Grand Slam do Rio de Janeiro, fez três lutas e venceu todas por ippon. Na estreia, superou Miguel Nchama (Guinea Equatorial), na semi bateu Rahul Dessai (Índia) e na decisão, passou por Miguel Medeiros (Portugal). Felipe Oliveira ganhou na primeira luta Abdulay Roy (Guinea Equatorial) e Hugo Santos (Portugal), ambos por ippon. Prata nas Olimpíadas de Sydney, Carlos Honorato manteve o favoritismo e venceu José Semedo, do Cabo Verde, e Casemiro Bento, de Angola, para ficar com o ouro, com vitórias por yuko e ippon, respectivamente.

Brasil fatura mais três ouros nos Jogos da Lusofonia

O Brasil acaba de conquistar mais três medalhas de ouro no judô nos Jogos da Lusofonia. Com o resultado desta quarta-feira, o país termina a competição com 11 medalhas de ouro. Nesta tarde subiram no lugar mais alto do pódio Nacif Elias (-81kg), Felipe Oliveira (-90kg) e Carlos Honorato (-100kg).

Ontem, o país foi ouro com Daniela Polzin (-48kg), Raquel Silva (-52kg), Mariana Barros (-57kg), Felipe Kitadai (-60kg) e Rodrigo Rocha (-73kg).

Nacif Elias, prata no Grand Slam do Rio de Janeiro, fez três lutas e venceu todas por ippon. Na estreia, venceu Miguel Nchama (Guinea Equatorial), na semi bateu Rahul Dessai (Índia) e na decisão, passou por Miguel Medeiros (Portugal). Felipe Oliveira passou na primeira luta por Abdulay Roy (Guinea Equatorial) e Heugo Santos (Portugal), ambos por ippon. Prata nas Olimpíadas de Sydney, Carlos Honorato manteve o favoritismo e venceu José Semedo, do Cabo Verde, e Casemiro Bento, de Angola, para ficar com o ouro, com vitórias por yuko e ippon, respectivamente.

CBJ exporta conhecimento para o Caribe

A técnica da seleção brasileira feminina, Rosicléia Campos, está nas Bahamas, onde ministra curso para professores e técnicos da região do Caribe. A ida de Rosicléia foi uma indicação da CBJ, após pedido da Federação de Judô das Bahamas. A iniciativa do evento é do presidente da entidade local, D´Arcy Ramingh. A treinadora permanece no país até a próxima segunda-feira.

Judoonline transmite desafio Sogipa x EUA

O Desafio Internacional de judô da próxima quinta-feira, Oi/Sogipa X Estados Unidos, poderá ser acompanhado de qualquer região do planeta. Isso graças à equipe do site www.judoonline.com.br, que transmitirá ao vivo as lutas, previstas para começar às 19h30. Os combates ainda contarão com os comentários de Moacir Mendes Júnior e Mayra Aguiar.

Para assistir pelo judoonline, é necessário apenas um cadastro. Para efetuá-lo, basta clicar em “Registrar-se” na home, colocar nome, usuário, e-mail e uma senha. Como não há confirmação via correio eletrônico, é recomendável testar o login no momento da transmissão. Os que se cadastraram para competições anteriores, já estão habilitados.

Além do site, o Desafio Internacional também será transmitido pela TV Com para todo o Rio Grande do Sul. Quem for assistir o confronto ao vivo, na Sogipa, deve levar como ingresso um quilo de alimento não-perecível, que será doado a uma instituição de caridade.

Felipe Kitadai, ouro nos Jogos da Lusofonia


Foto do site oficial do evento.
Crédito: Tânia Araújo

Brasil conquista mais três ouros nos Jogos da Lusofonia

O Brasil começou o segundo dia de disputa do Judô nos Jogos da Lusofonia com três ouros, duas pratas e três judocas classificados para as finais. Nesta quarta-feira, subiram no lugar mais alto do pódio Mariana Silva (-63kg), Priscila Marques (+78kg) e Rafael Silva (+100kg). Ficaram com a prata Natalia Bordignon (-70kg) e Claudirene César (-78kg). Os atletas Nacif Elias (-81kg), Felipe Oliveira (-90kg) e Carlos Honorato (-100kg) fazem a final do torneio.

Para ser campeã, Mariana Silva venceu duas vezes a portuguesa Andreia Cavalleri (wazari e ippon); Priscila Marques teve duas vitórias por ippon. A primeira contra a portuguesa Joana Costa e depois a atleta do Cabo Verde Adysângela Moniz; Rafael Silva ficou com o ouro ao bater, também com dois ippon, Denis Oliveira (Angola) e João Tavera (Portugal).

terça-feira, 14 de julho de 2009

PRESS RELEASE: BRASIL CONQUISTA SEIS MEDALHAS NOS JOGOS DA LUSOFONIA

A seleção brasileira de judô conquistou nesta terça-feira (14), seis medalhas nos Jogos da Lusofonia, que acontecem em Portugal. Daniela Polzin (-48kg), Raquel Silva (-52kg), Mariana Barros (-57kg), Felipe Kitadai (-60kg) e Rodrigo Rocha (-73kg) foram campeões. Luiz Revite (-66kg) foi bronze. Nesta quarta-feira competem Mariana Silva (-63kg), Natalia Bordignon (-70kg), Claudirene César (-78kg), Priscila Marques (+78kg), Nacif Elias (-81kg), Felipe Oliveira (-90kg), Carlos Honorato (-100kg) e Rafael Silva (+100kg).

Daniela Polzin venceu no ligeiro ao ficar em primeiro lugar no rodízio que contou com as judocas Leandra Freitas (Portugal) e Siu Pou Leong (Macau); Raquel Silva bateu Marta Santos (Portugal) e Chi Leng Vong (Macau); Mariana Barros passou por Joana Cesário (Portugal) e ka Mei Cheang (Macau); Felipe Kitadai venceu na final Kin Wai Wong (Macau); Rodrigo Rocha venceu Diogo Couto (Portugal). Após ser superado na semifinal por Tiago Lopes, de Portugal, Luiz Revite venceu o duelo contra Mario Camões, do Cabo Verde, e ficou com o bronze na competição.

Fotos da abertura dos Jogos da Lusofonia













Rodrigo Rocha é ouro nos Jogos da Lusofonia

O Brasil conquistou mais uma medalha de ouro e outra de bronze nos Jogos da Lusofonia, que acontecem em Portugal.

Na categoria leve, Rodrigo Rocha foi campeão, ao superar na final Diogo Couto, de Portugal. Já Luiz Revite ficou em terceiro lugar no evento. O campeão da categoria meio-leve foi o portugues Tiago Lopes.

Goiás treina seleções sub 17 e 23

A Seleção Goiana de Judô Sub 17 anos e Sub 23 anosparticipa neste sábado (11/07) a partir das 14h00min no Ginásio de Esportedo SESI - Jardim Planalto em Goiânia, do treinamento intensivo da Federação Goiana de Judô, visando o Campeonato Brasileiro Sub 17 anos a ser realizado nos dias 24 a 26 deste mês, em Natal-RN, e também, o Campeonato Brasileiro Sub 23 anos, nos dias 14 a 16 de agosto em Belo Horizonte-MG.

A equipe sub 17 anos é formada por 10 atletas:

FEMININO:
1. Peso Meio-Leve: Laryssa Rosa Portela - Nikkei Sport Center - Goiânia

2. Peso Leve: Ariane Rodrigues Martins - Clube Jaó - Goiânia

3. Peso Meio Médio: Cristiane A. Lima - Uni-Evangélica - Anápolis

4. Peso Médio: Isadora Araújo - Judô Shiozawa - Goiânia

5. Peso Pesado: Gabriela Domingues - Clube Jaó - Goiânia

MASCULINO:
1. Peso Super Ligeiro: Lucas Brito Arantes - Academia Rio Verde - RioVerde de Goiás

2. Peso Ligeiro: Thalles Silva Farias - Academia Kodokan - Caldas Novas

3. Peso Meio Leve: Wallace Matheus Mendes - AJISIRJAC - Valparaíso deGoiás

4. Peso Meio Médio: Gabriel Po Wang Lin - Nikkei Sport Center - Goiânia

5. Peso Pesado: Guilherme Lucas Muniz- NEAP- Goiânia

A equipe sub 23 anos é formada por 13 atletas:

FEMININO:

1. Peso Ligeiro: Larisa Rosa Portela - SESC Cidadania - Goiânia

2. Peso Meio-Leve: Ariane Rodrigues Matins - Clube Jaó - Goiânia

3. Peso Leve: Fernanda Pimentel de Araújo - Nikkei Sport Center -Goiânia

4. Peso Médio: Valdeanny R. dos Santos - AJISIRJAC - Valparaíso deGoiás

5. Peso Pesado: Bruna Lorena M. Silva - AJISIRJAC - Valparaíso de Goiás

MASCULINO:
1. Peso Super Ligeiro: Thalles Silva Farias - Academia Kodokan - CaldasNovas

2. Peso Ligeiro: Luis Fernando S. do Vale - Clube Jaó - Goiânia

3. Peso Meio Leve: Danilo Anestis Mozar - Valparaíso Judô Clube -Valparaíso de Goiás

4. Peso Leve: Manoel Rodrigues - NEAP - Goiânia

5. Peso Meio Médio: Pedro Henrique F. Silva - Clube Jaó - Goiânia

6. Peso Médio: Anderson Lincoln Borges - Nikkei Sport Center - Goiânia

7. Peso Meio Pesado: Wesley Almeida - Valparaiso Judô Clube -Valparaíso de Goiás

8. Peso Pesado: André Augusto Barcelos - Colégio da Polícia Militar -Anápolis

Neste treinamento estarão atuando como técnicos da seleção: o Profssor Rafael Augusto de Moura do SESI e também o Professor Josmar Amaral Gonçalves, acompanhados pelo Chefe de Delegação op Professor Hélio Martins, que acompanharam a delegação nos eventos em que o Estado participa.

A expectativa é de muitas conquistas, queremostrazer medalhas em ambos os eventos, fazendo jus aos últimos resultados de Goiás em todos eventos que participa. A seleção está treinando em rítimo forte, com bons técnicos e excelente acompanhamento multidisciplinar

Federação Amapaense convoca atletas veteranos para treino

A Federação Amapaense de Judô convoca os atletas filiados da categoria Veteranos (+30 anos) para treinamento técnico a ser realizado nesta terça-feira (14) no dojô da academia Judô Clube do Amapá (Rua Hildemar Maia, 1405 - Santa Rita) às 19:30h visando a participação do Amapá no Campeonato Sulamericano da categoria, a ser realizado nos dias 17 a 19 de setembro na cidade de Porto Alegre - RS.

Sogipa pronta para desafio com os EUA

A Sogipa promove, com patrocínio da Oi e apoio da Philden, o Desafio Internacionalde Judô. Trata-se de um evento inédito em Porto Alegre que colocará frente a frentea equipe Oi/Sogipa e a seleção dos Estados Unidos. A promoção - que será transmitidaao vivo pela TV Com para todo o Rio Grande do Sul - ocorre nesta quinta-feira, dia 16 de julho, no ginásio principal do clube de Porto Alegre, a partir das 19h30min. A entrada é um quilo de alimento não-perecível, que será repassado a instituições beneficentes.

A Oi/Sogipa contará com praticamente todos os seus principais atletas. O desfalque mais importante é João Derly, que sofreu uma lesão muscular na semana passada e trabalha duro em uma clínica de São Paulo para estar recuperado a tempo de participar do Campeonato Mundial, que ocorre em agosto, na Holanda. Mesmo assim, o bicampeão mundial estará em Porto Alegre especialmente para prestigiar o evento:

"Gostaria muito de poder lutar, mas tive essa lesão. Mesmo assim, quero apoiar os colegas e, principalmente, o meu substituto, o Afonso Baldigem. É um judoca jovem e de muito talento", afirmou Derly.

Eduardo Santos, Walter Santos, Guilherme Luna, Taciana Rezende de Lima, entre outros, estarão defendendo o Oi/Sogipa. Do outro lado, uma seleção norte-americana renovada e talentosa. Muitos dos atletas, inclusive, estiveram nos Jogos Olímpicosde Pequim, no ano passado.

Desafio Oi/Sogipa x EUA
(-66kg) - Afonso Baldigem x Aaron Kunihiro
(-73kg) - Felipe Braga x Andrew Porras
(-81kg) - Guilherme Luna x Travis Stevens
(-90kg) - Eduardo Santos x Jake Larsen
(-100kg) - Leandro Gonçalves x Shintaro Higashi
(+100kg) - Walter Santos x Daniel McCormick
(-48kg) - Mayara Gomes x Verônica Prado
(-52kg) - Taciana Rezende de Lima x Jeanette Rodriguez
(-63kg) - Hellen Aguiar x Christal Ransom
(-70kg) - Márcia Lima Vieira x Katie Sell
(-78kg) - Rafaela Nitz x Kayla Harrison

A equipe Oi/Sogipa é patrocinada por OI, BANRISUL e Sistema Educacional EADCON. Elatem apoio da Fundação de Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul. O DesafioInternacional de Judô também tem apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Sule do SESC.

Brasil já tem quatro ouros no primeiro dia de disputa dos Jogos da Lusofonia

O Brasil já conquistou quatro medalhas de ouro no primeiro dia de disputa dos Jogos da Lusofonia, em Portugal.

Daniela Polzin (-48kg), Raquel Silva (-52kg), Mariana Barros (-57kg) e Felipe Kitadai (-60kg) foram campeões.

Ainda nesta terça-feira acontecem as disputas nas categorias -66kg e -73kg.

domingo, 12 de julho de 2009

Walter Santos e Guilherme garantem mais dois ouros

Nas finais envolvendo brasileiros, Walter Santos superou Daniel Hernandes no pesado (ippon), enquanto Guilherme Luna venceu Flávio Canto no meio-médio (yuko no golden score).
Outros resultados:


-78 kg 1. WOLLERT, Heide (GER) 2. COTTON, Amy (CAN) 3. HARRISON, Kayla (USA) 3. ROBERGE, Catherine (CAN)


+78 kg 1. KONITZ, Franziska (GER) 2. MOJICA, Melissa (PUR) 3. NUNES, Rochele (BRA) 3. SOARES, Samantha (BRA)

Brasil tem oito representantes nas finais da Copa do Mundo

-66kg: Leandro Cunha x Andreas Mitterfellner (AUT)

-70kg: Maria Portela x Juliane Robra (SUI)

-81kg: Flávio Canto x Guilherme Luna

-100kg: Luciano Corrêa x Leonardo Leite

+100kg: Daniel Hernandes x Walter Santos

Tiago Camilo é ouro

Com uma vitória por wazari sobre Eduardo Santos, Tiago Camilo ficou com a medalha de ouro na categoria até 90kg na Copa do Mundo de Belo Horizonte.

Acompanhe a Copa do Mundo pelo ippon.org

Fique por dentro de todos os resultados www.ippon.org

Definidos os semifinalistas da categoria -90kg

O Brasil tem três dos quatro semifinalistas da categoria -90kg da Copa do Mundo de BH. Eduardo Santos pega Alexandre Emond (CAN) e Tiago Camilo e Hugo Pessanha fazem duelo caseiro por uma vaga na final

sábado, 11 de julho de 2009

Yuri diz que vitória sobre Minakawa não decide vaga para o Mundial

A judoca Danielli Yuri conquistou a medalha de bronze na Copa do Mundo de Judô neste sábado(11). A conquista teve um sabor especial , Danielli venceu na disputa de medalha a compatriota Camila Minakawa, uma das principais adversárias para a vaga no Campeonato Mundial da Holanda.

-Este foi meu segundo confronto direto com a Minakawa e eu venci os dois, mas nada está decidido ainda - disse Danielli.

Na semifinal, a brasileira perdeu para a israelense Yarden Gerbi que mais tarde conquistaria a medalha de ouro.

-Treinava com a israelense todo dia, mas ela apresentou uma forma de lutar diferente do que fizemos nos treinamentos. Ela hoje estava mais receosa, atacava menos, mas de qualquer forma gostei bastante do meu resultado aqui em Belo Horizonte.

Andressa Fernandes é mais uma vez bronze na Copa do Mundo

Andressa Fernandes ficou em terceiro lugar na Copa do Mundo de Judô na categoria meio leve. Este é o segundo ano seguido em que Andressa conquista a medalha de bronze em Belo Horizonte.

- Gostei do meu desempenho, mas queria ter chegado à final. Quando perdi a semifinal, fiz de tudo para ganhar o bronze. Era o que me restava, estava muito focada esta tarde - contou a judoca.

BRASIL CONQUISTA 12 MEDALHAS NO PRIMEIRO DIA DA COPA DO MUNDO

O Brasil conquistou neste sábado (11), na Copa do Mundo de Judô, em Belo Horizonte, 12 medalhas, sendo três de ouro, três de prata e seis de bronze. Os ouros foram conquistados por Denílson Lourenço (-60kg), Taciana Lima (-48kg) e Erika Miranda (-52kg). A Copa do Mundo de Judô faz parte do novo circuito de eventos da Federação Internacional de Judô e conta pontos para o ranking mundial. O ouro vale 100 pontos, a prata 60 e o bronze 40.

Neste domingo a disputa tem início às 10h. Estarão em ação os atletas das categorias -66kg, -73kg, -81kg, -90kg, -100kg, +100kg, -70kg, -78kg e +78kg.

Atleta do Minas Tênis Clube, Erika Miranda lutou a Copa do Mundo de BH em casa. Após a vitória na final por ippon sobre Mareen Kraeh, da Alemanha, o choro foi inevitável. A medalha de ouro simbolizou a volta ao pódio após passar por dificuldades em 2008.

“Fui a primeira a me classificar para os Jogos Olímpicos de Pequim e, por causa de uma lesão no joelho, fui cortada quando já estava na China. Foi algo muito difícil para mim. Ganhar em casa com o apoio dos familiares e amigos foi fantástico, não deu para segurar a emoção. Dedico a vitória a quem sempre me apoiou”, diz Erika Miranda.

Depois de vencer as copas do mundo em Lisboa e Madrid, Sarah Menezes chegou como favorita a mais um título internacional em Belo Horizonte. Porém, não contava com uma adversária e companheira de treinos inspirada na decisão. Taciana Lima desbancou Sarah Menezes e ficou com o ouro ao ganhar a final por yuko. Ainda dentro do tatame, também se emocionou.

“O choro é da emoção e para botar tudo para fora e sentir que todo o trabalho que fiz foi válido. Desde janeiro que só tenho um dia de descanso por semana. É um ouro chorado, mas chorado de alegria”, diz Taciana Lima.

Campeão em 2008, Denílson Lourenço repetiu a dose e subiu ao lugar mais alto do pódio ao vencer na final da categoria ligeiro o também brasileiro Felipe Vieira por wazari. Os ligeirinhos do Brasil dominaram a competição e o pódio foi todo verde-amarelo. Garantiram o bronze, Phelipe Pelim e Ricardo Ayres.

“Meu objetivo era vencer e me sentia na obrigação de vencer, já que haviam muitos atletas jovens, mas sei que posso lutar melhor”, diz Denílson Lourenço.

RESULTADOS


-60 kg
1. LOURENCO, Denilson (BRA)
2. VERSOLATO, Felipe (BRA)
3. AYRES, Ricardo (BRA)
3. PELIM, Phelipe (BRA)
5. CASTILLO, Nabor (MEX)
5. CHAPARRO, Jesus (MEX)
7. KUNIHIRO, Aaron (USA)
7. WILL, Frazer (CAN)


-48 kg
1. LIMA, Taciana (BRA)
2. MENEZES, Sarah (BRA)
3. PRILL, Wasilisa (GER)
3. TOLEDO, Catiere (BRA)
5. ALVAREZ, Luz Adiela (COL)
5. PRADO, Veronica (USA)
7. CARRILLO, Edna (MEX)
7. SUAREZ, Luciana (URU)

-52 kg
1. SOUZA MIRANDA, Erika (BRA)
2. KRAEH, Mareen (GER)
3. FERNANDES, Andressa (BRA)
3. SANCHEZ, Yulieth (COL)
5. BRAVO, Nadia (ARG)
5. RODRIGUEZ, Jeanette (USA)
7. CARDENAS, Andrea (MEX)
7. RENAUD-ROY, Eve (CAN)

-57 kg
1. HEIN, Marlen (GER)
2. PENALBER, Giullia (BRA)
3. BEN MELECH, Liraz (ISR)
3. SILVA, Rafaela (BRA)
5. DELGADO, Angelica (USA)
5. LIMA QUADROS, Ketleyn (BRA)
7. CAMPOS, Katherine (BRA)
7. LEON, Ana (MEX)

-63 kg
1. GERBI, Yarden (ISR)
2. AHRENS, Claudia (GER)
3. MALZAHN, Claudia (GER)
3. YURI BARBOSA, Danielli (BRA)
5. MINAKAWA, Camila (BRA)
5. SCHLESINGER, Alice (ISR)
7. NAKAO, Janine (USA)
7. RANSON, Christal (USA)

Veja fotos da fase preliminar deste sábado


Duelo entre Giullia e Rafaela atraiu atenção de Flávio Canto e Victor Penalber

O confronto entre as cariocas Rafaela Silva e Giullia Penalber na categoria leve (até 57 kg) atraiu torcida de famosos lutadores na arquibanca do Minas Tenis Clube.

Flávio Canto comenta sobre a boa fase de Rafaela, que treina na ONG do medalhista olímpico, o instituto Reação.

- A Rafaela vem de um ano muito bom, está lutando muito bem. Ela chegou na equipe adulta mostrando que tem condições de medalhar em competições importantes como na semana passada no Grand Slan, onde ganhou o bronze - falou o judoca.

Na torcida por Giullia Penalber está o seu irmão, o também atleta Victor Penalber.

-A determinação e a vontade são as principais características da Giullia - disse Victor.

Avança Judô presente na Copa do Mundo

O Projeto Avança Judô de MG, da Confederação Brasileira de Judô em parceria com a Infraero, está presente na Copa do Mundo de BH. O projeto que atende a 160 crianças na faixa etária de 7 a 14 anos é apadrinhado pelo judoca Luciano Corrêa, atual líder do ranking mundial na categoria meio pesado(até 100kg).

-Estamos aqui para agradecer todo o apoio dado a nossa instituição, principalmente o Luciano Corrêa, que incentiva às nossas crianças e está sempre presente conosco, contou a coordenadora do projeto, Maria Aparecida Oliveira.

O grupo levou uma faixa para o ginásio do Minas Tênis agradecendo pelo apoio

Brasil disputa quatro finais neste sábado

No primeiro dia de disputa da Copa do Mundo de Belo Horizonte, no Minas Tênis Clube, o Brasil garantiu vaga em quatro das cinco finais programadas para este sábado (11). O país também estará presente em seis disputas pela medalha de bronze. A fase final da competição terá início às 16h30min.

Os brasileiros Denílson Lourenço e Felipe Versolato fazem a final do ligeiro masculino (-60kg). No ligeiro feminino (-48kg), a final também será caseira, entre Sarah Menezes e Taciana Lima. No meio-leve feminino (-52kg), Erika Miranda encara a alemã Marren Kraeh; no leve (-57kg), Giullia Penalber terá pela frente outra alemã: Marlen Hein. No meio-médio (-63kg), a israelense Yarden Gerbi e a alemã Cláudia Ahrens disputam a decisão.

Na luta pelo bronze, estão: -60kg - Phelipe Pelim (BRA) x Jesus Chaparro (MEX) e Ricardo Ayres (BRA) x Nabor Castillo (MEX); -48kg – Catierê Toledo (BRA) x Veronia Prado (EUA); -52kg – Andressa Fernandes (BRA) x Nadia Bravo (ARG); -57kg – Ketleyn Quadros (BRA) x Rafaela Silva (BRA); -63kg Danielli Yuri (BRA) x Camila Minakawa (BRA).